UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 09h24

Kraft melhora oferta e leva Cadbury por US$19,6 bilhões

Por David Jones

LONDRES (Reuters) - A Kraft Foods acertou a compra da fabricante britânica de confeitos por cerca de 11,9 bilhões de libras (19,6 bilhões de dólares), em uma operação que criará a maior fabricante de doces do mundo depois de negociações de última hora que deram fim aos impasses sobre os preços.

A presidente-executiva da Kraft, Irene Rosenfeld, melhorou a oferta da companhia norte-americana com mais dinheiro e reduziu o número de ações da proposta para convencer o presidente do conselho de administração da Cadbury, Roger Carr, e tranquilizar seu maior acionista, o bilionário investidor Warren Buffett.

O acordo em ações e dinheiro da Kraft valoriza cada ação da Cadbury em 840 pences, com os acionistas recebendo um dividendo especial de 10 pences, totalizando 850 pences, o que gerou uma recomendação unânime do conselho da Cadbury em favor do negócio.

"A Kraft conseguiu um bom acordo aqui. 850 pences está previsto no atual preço por ação da Kraft, e é de se esperar que as ações da Kraft subam hoje na esteira de uma quantidade substancialmente menor de ações da Kfraft a serem emitidas como parte da compra", disse o analista da Panmure Gordon, Graham Jones.

A oferta que convenceu a Cadbury a aceitar o negócio envolve 500 pences em dinheiro e 0,1874 nova ação da Kraft. A proposta original era de 300 pences em dinheiro e 0,2589 ação a ser emitida pela Kraft, o que compunha um total de 745 pences.

A operação criará o maior grupo de confeitos do mundo, na frente da Mars-Wrigley e trará sob um só teto os chocolates Dairy Milk da Cadbury e os Milka e Toblerone da Kraft.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host