UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/01/2010 - 11h24

Pão de Açúcar vai investir R$ 5 bi até 2012 e abrir 300 lojas

SÃO PAULO, 20 de janeiro (Reuters) - O Grupo Pão de Açúcar anunciou nesta quarta-feira um plano de investimentos de R$ 5 bilhões no período de 2010 a 2012, uma alta de 70% em relação aos R$ 2,9 bilhões aplicados no triênio anterior, que incluiu aquisições.

Os recursos serão destinados à abertura de cerca de 300 lojas, das quais 100 já em 2010. Os novos pontos de venda terão foco nas bandeiras Extra Fácil, de lojas de conveniência; Extra Supermercado e Assai, que mistura sistema de atacado e varejo (atacarejo), com apelo entre pequenos empresários.

No comunicado, o grupo não divulgou o volume de investimentos para cada um dos anos. Mas em entrevista à Reuters no início de dezembro, o vice-presidente financeiro do grupo, Enéas Pestana, havia dito que os investimentos deste ano seriam "muito acima" dos R$ 750 milhões orçados para 2009.

 Além disso, o executivo antecipou que o plano seria concentrado na abertura de lojas ExtraFácil, com média de três caixas, e Assai.

"Vivemos um grande momento e veremos uma economia ainda mais robusta nos próximos anos. Vamos acompanhar esse movimento e acelerar nosso processo de expansão orgânica", afirmou no comunicado o presidente do conselho de administração, Abilio Diniz.

Com o investimento de 5 bilhões de reais, a área de vendas do grupo vai crescer em média de 8% a 9% por ano. Além dos supermercados e lojas de conveniência, o grupo também seguirá investindo em negócios como postos de combustível e drogarias.

O grupo calcula que a abertura das cerca de 300 lojas vai criar 100 mil postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos. Para 2010, a empresa pretende contratar 10 mil funcionários.

No ano passado, o Grupo Pão de Açúcar fez duas grandes aquisições. Em junho de 2009, comprou a Globex, controladora do Ponto Frio, por cerca de R$ 1,2 bilhão em dinheiro e ações. Em dezembro, assumiu o controle das Casas Bahia por meio da Globex, em uma transação sem desembolso de dinheiro.

A compra das Casas Bahia consolidou a liderança do Grupo Pão de Açúcar no varejo brasileiro, com vendas superiores às dos rivais mais próximos Carrefour  e Walmart juntos.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de Vanessa Stelzer)
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host