UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 08h15

IPC-S tem maior alta desde fevereiro de 2003

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou fortemente em janeiro, atingindo o maior patamar desde o início de 2003, refletindo pressões típicas do início do ano e o reajuste de tarifas de ônibus em São Paulo.

O indicador teve alta de 1,29 por cento em janeiro, contra avanço de 0,24 por cento em dezembro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta segunda-feira. Na terceira prévia de janeiro, o IPC-S subiu 1,10 por cento.


"Este foi o maior resultado desde a terceira semana de fevereiro de 2003, quando o índice registrou alta de 1,55 por cento", afirmou a FGV em nota.

Os preços de Alimentação subiram 1,57 por cento em janeiro, bem acima da alta de 0,20 por cento em dezembro, mas já desacelerando ante a terceira leitura do mês passado, de 1,65 por cento. Os custos de alimentos in natura costuma subir nesta época do ano devido às chuvas e ao clima quente que prejudica as plantações.

Os custos de Educação, leitura e recreação saltaram 3,09 por cento no mês passado, contra alta de 0,30 por cento no anterior, em razão de aumentos de mensalidades e materiais escolares no início do ano letivo.

Os preços de Transportes aumentaram fortes 3,45 por cento, contra avanço de 0,30 por cento em dezembro, refletindo o reajuste da tarifa de ônibus urbano em São Paulo. Essa tarifa, inclusive, teve a principal contribuição de alta para o IPC-S do mês, com salto de 7,87 por cento.

A segunda maior influência foi de curso de ensino superior, seguido por batata-inglesa, curso de ensino fundamental e curso de ensino médio.

(Por Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host