UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/02/2010 - 08h46

Transportes e educação puxam alta recorde do IPC-Fipe em janeiro

SÃO PAULO, 2 de fevereiro (Reuters) - Maiores preços de ônibus e mensalidades escolares aceleraram a inflação ao consumidor em São Paulo em janeiro para o maior patamar desde o início de 2003, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 1,34% em janeiro, seguindo a alta de 0,18% em dezembro. Foi a maior taxa mensal desde fevereiro de 2003, quando a inflação atingiu 1,61%.


Analistas consultados pela Reuters previam uma taxa de 1,4%, segundo a mediana de 15 respostas que variaram de 1,37% a 1,46%.

Os preços de Alimentação subiram 1,52% em janeiro, seguindo a queda de 0,24% em dezembro. Foi a maior variação mensal desde junho de 2008. O segmento vem sendo atingido pelo clima quente e chuvoso desta época do ano, que prejudica a colheita de produtos in natura.

Outra pressão típica do começo do ano vem do reajuste das mensalidades escolares, que elevou os custos do grupo Educação em 4,42% em janeiro, a alta mais forte desde janeiro do ano passado, contra 0,1% em dezembro.

O aumento da tarifa de ônibus urbano em São Paulo também pesou sobre o índice do mês. Os preços de Transportes saltaram 4,58% no mês passado, contra avanço de 0,43% no anterior. Esta foi a maior alta desde dezembro de 2006.

Por outro lado, os custos de Vestuário caíram, em 0,68% em janeiro, seguindo a elevação de 0,81% em dezembro.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.
 
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host