UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 18h57

Ibovespa sobe 2,5% com exterior e ações de bancos em alta

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro encerrou a terça-feira em alta de 2,5 por cento e chegou a superar os 65 mil pontos no melhor momento do dia, acompanhando o bom desempenho das bolsas no exterior.

No mercado local, as ações de bancos tiveram valorização expressiva, após a divulgação de forte lucro do Itaú Unibanco no quarto trimestre. Papéis de construtoras subiram em bloco, depois que a Gafisa reportou resultado de outubro a dezembro e perspectivas para 2010 que agradaram investidores.

No front externo, a situação fiscal preocupante de alguns países europeus continuou nos holofotes de investidores --que mostraram menos aversão a risco, embora ainda cautelosos, em meio a rumores de ajuda europeia à endividada Grécia.

"Os boatos de que estariam preparando um pacote de ajuda à Grécia foram a tônica dos mercados", resumiu o sócio da M2 Investimentos Bruno Lembi.

O Ibovespa terminou com alta de 2,48 por cento, aos 64.718 pontos. Na máxima dos negócios, o indicador --que ficou o pregão todo em território positivo-- chegou aos 65.525 pontos, representando um ganho de quase 3,8 por cento.

O giro financeiro ficou em 7,6 bilhões de reais.

Na segunda-feira, o Ibovespa subiu 0,62 por cento, interrompendo a sequência de três quedas. No ano, o índice ainda acumula baixa de 5,6 por cento.

Para Lembi, o início de semana positivo não significa uma reversão de tendência para a Bovespa. "A tendência ainda é de embolso de lucros. Encaramos o movimento desta terça-feira como um repique, uma correção da recente queda exagerada."

Apenas na semana passada o Ibovespa caiu 4 por cento em meio aos temores sobre a saúde fiscal de países europeus. Os investidores estrangeiros seguiram tirando dinheiro da bolsa paulista, com saída líquida de cerca de 450 milhões de reais apenas na última semana, elevando o saldo negativo no ano para 2,5 bilhões de reais.

Nesta sessão, as ações preferenciais das blue chips Petrobras e Vale subiram 1,58 por cento e 2,38 por cento, para 32,24 reais e 42,23 reais, respectivamente.

A divulgação de lucro líquido de 3,21 bilhões de reais no quarto trimestre pelo Itaú Unibanco, maior banco privado do país, impulsionou ações do setor financeiro.

Os papéis do Itaú Unibanco tiveram ganho de 4,47 por cento, a 36,25 reais. As ações ordinárias do Banco do Brasil exibiram valorização de 4,99 por cento, cotadas a 29,66 reais.

Outro setor que subiu com força foi o imobiliário. Na noite de segunda-feira, a Gafisa informou que teve lucro líquido de 55,3 milhões de reais nos três meses até dezembro, mais de quatro vezes o apurado um ano antes.

Além disso, pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada nesta terça-feira mostrou que o setor de construção, que movimenta cerca de um quinto do PIB do país, está bastante otimista com as perspectivas de atividade para os próximos meses.

As ações da incorporadora PDG Realty, por exemplo, subiram 6,85 por cento, a 15,76 reais, e as da Cyrela Brazil Realty apresentaram oscilação positiva de 5,16 por cento, para 22,21 reais.

As da Gafisa mostraram alta de 4,30 por cento, a 25,23 reais, mesmo sob pressão do anúncio de que a empresa fará uma oferta primária para captar cerca de 1 bilhão de reais.

(Reportagem de Cesar Bianconi)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host