UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 13h09

Paulo Bernardo anuncia que não disputa eleição e fica no governo

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta terça-feira que permanecerá à frente do ministério até o fim do governo do presidente Lula em dezembro.

Paulo Bernardo decidiu não disputar um novo mandato de deputado federal pelo Paraná após um pedido feito pelo presidente, na segunda-feira, para que se mantivesse no governo.

"Segundo Bernardo, o presidente Lula enfatizou que não quer mudar a equipe econômica neste que 'será o ano de consolidação das políticas de governo'", afirmou a assessoria de Bernardo em nota divulgada no site do ministério.

"Além disso, destacou o ministro, o presidente disse que quer dar um sinal de que não haverá mudança na política econômica e a política fiscal continuará a ser conduzida com austeridade."

Com a decisão de Bernardo, na equipe econômica resta apenas uma definição sobre o futuro do presidente do Banco Central. Henrique Meirelles tem repetido que só anunciará no final de março se também permanecerá no cargo até o final de 2010 ou se renunciará para se candidatar a cargo eletivo.

No PMDB, partido a que se filiou no ano passado, a avaliação é que Meirelles deve permanecer no cargo, ou se candidatar a uma vaga no Senado. As alternativas de concorrer ao governo de Goiás ou de assumir a vaga de vice na candidatura de Dilma Rousseff à Presidência encontram fortes resistências internas no partido.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não tem pretensões políticas e sua saída antecipada do governo não foi cogitada.

Paulo Bernardo assumiu o Ministério do Planejamento em 2005, quando exercia seu terceiro mandato como deputado federal.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host