UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 07h51

Viagem de Trichet gera especulação de resgate à Grécia

Por Cecile Lefort e Victoria Thieberger

SYDNEY (Reuters) - O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, deixa mais cedo de uma reunião em Sydney para participar de uma cúpula do Conselho Europeu, levando o mercado a especular que estão sendo debatidas iniciativas para ajudar a Grécia.

Os chefes de Estado da União Europeia irão reunir-se na quinta-feira em Bruxelas para uma cúpula especial sobre uma economia que enfrenta preocupações sobre a crescente dívida da Grécia, de Portugal e de outros países.

A cúpula foi marcada no começo de janeiro. Trichet deveria passar a terça-feira e a quarta-feira na Austrália, para reuniões de bancos centrais, mas está deixando o país mais cedo, disseram autoridades do BC australiano e do BCE.

Ele voará na terça-feira para garantir que volte a tempo para o principal evento da cúpula europeia, levantando especulações sobre essa saída antecipada.

"Há a possibilidade de que a União Europeia consiga envolver o BCE e dar suporte à Grécia", disse Ayako Sera, estrategista de mercado do Sumitomo Trust Bank.

"As preocupações fiscais que também se estenderam para Espanha e Portugal podem temporariamente se amenizar se virmos algo para a Grécia."

O euro operava em alta com a notícia de mudanças de plano de viagem de Trichet e com as especulações sobre a Grécia.

A União Europeia costuma realizar quatro cúpulas por ano. A primeira cúpula, normalmente marcada em março, tende a tratar de assuntos econômicos. O presidente da UE, Herman Van Rompuy, que pode convocar encontros sempre que preciso, pediu essa cúpula dizendo que o bloco precisa colocar o crescimento em ordem.

Trichet costuma participar do principal evento da cúpula, mas nem sempre está presente.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host