UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/02/2010 - 13h18

Déficit comercial dos EUA sobe acima do esperado em dezembro

WASHINGTON (Reuters) - O déficit comercial dos Estados Unidos aumentou inesperadamente em dezembro, para 40,2 bilhões de dólares, impulsionado pelos preços mais altos e o aumento na importação de petróleo desde outubro de 2008, informou o Departamento de Comércio norte-americano nesta quarta-feira.

Analistas de Wall Street ouvidos antes do relatório esperavam que o déficit comercial diminuísse para 36 bilhões de dólares, de 36,4 bilhões de dólares em novembro.

O déficit subiu 10,4 por cento, com tanto as exportações quanto as importações dos EUA mostrando bons ganhos no mês. As exportações cresceram 3,3 por cento, para 142,7 bilhões de dólares, o maior aumento percentual desde março de 2007.

"Você viu uma queda imensa na atividade comercial global durante a recessão. Eu acho que siso é mais uma prova de que nós estamos em recuperação", disse Scott Brown, economista do Raymond James and Associates em Saint Petersburg, na Flórida.

No ano, o déficit comercial norte-americano totalizou 380,7 bilhões, muito menos que os 695,9 bilhões de dólares em 2008, após um ano em que a crise financeira global prejudicou o comércio.

O politicamente sensível déficit comercial dos EUA com a China caiu em dezembro, para 18,1 bilhões de dólares, e totalizou 226,8 bilhões de dólares no ano, menos que o recorde de 268 bilhões de dólares em 2008.

O déficit comercial com a China é de longe o maior que os Estados Unidos têm com um país e simboliza o que muitos políticos norte-americanos veem como práticas comerciais injustas da China.

Um outro relatório mostrou que o número de pedidos de hipotecas nos EUA caiu na semana passada, refletindo a demanda reduzida de empréstimos para compra de imóveis mesmo com as taxas para os empréstimos de 30 anos caindo para o menor valor desde dezembro.

(Por Doug Palmer; Reportagem adicional de Julie Haviv em Nova York)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host