UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 16h44

Maioria das Bolsas europeias fecha em queda

LONDRES, 11 de fevereiro (Reuters) - O principal índice das Bolsas de valores europeias fechou em alta nesta quinta-feira, com as ações de commodities e de farmacêuticas superando o amplo declínio dos bancos, que recuaram por incertezas sobre a forma do acordo de resgate à Grécia.

O FTSEurofirst 300, índice das principais ações da Europa, encerrou em alta de 0,34%, aos 990 pontos, no quarto dia seguido de ganhos.

As mineradoras se fortaleceram com os preços mais altos dos metais. Os papéis da BHP Billiton, Anglo American, Antofagasta, Rio Tinto , Xstrata  e Eurasian Natural Resources  subiram entre 0,8% e 2,9%.

Os bancos, por outro lado, foram os que mais perderam, com as ações do Banco Santander, Banco de Valencia, Bankinter, Deutsche Bank, Credit Agricole, Alpha Bank  e Barclays se desvalorizando de 2,2% a 4,1%.

"Ainda há algum nervosismo. Os mercados também poderiam, talvez, perceber mais e mais que pode haver um resgate (para a Grécia), mas que terá um custo e o custo é que eles realmente terão de ser rígidos no lado fiscal", disse Klaus Wiener, chefe de pesquisa da Generali Investments.

"Quando nós olhamos para o pilar de crescimento que nós tivemos nos últimos meses, ele foi realmente o gasto fiscal. Agora, se os países tiverem de inverter o rumo, isso não será bom para a velocidade de crescimento", acrescentou.

Líderes europeus chegaram a um acordo para fornecer auxílio financeiro à Grécia, em uma medida sem precedentes para prevenir uma crise mais ampla na zona do euro. 

Os detalhes do pacote não devem ser finalizados até o começo da semana que vem, quando os ministros das Finanças da União Europeia se reunirão, mas líderes do bloco já sugeriram que o plano pode incluir alguma forma de empréstimo à Grécia para ajudar o país a lidar com a sua dívida e evitar uma moratória.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,57%, a 5.161 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX  caiu 0,59%, para 5.503 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40  perdeu 0,52%, para 3.616 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,78%, para 21.076 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 retrocedeu 1,66%, para 10.281 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,64%, para 7.583 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)
 
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host