UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/02/2010 - 15h16

Índice quebra série positiva de 4 dias por China

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações quebrou nesta sexta-feira a série de quatro altas consecutivas, depois que a China surpreendeu o mercado com um aumento dos depósitos compulsórios dos bancos. A demanda por ações de perfil mais defensivo, porém, limitou a queda.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações da região, caiu 0,26 por cento, para 987 pontos.

A China elevou pela segunda vez neste ano o nível de depósitos compulsórios com o objetivo de desaquecer a oferta de crédito e conter a inflação. A decisão pesou ações de bancos e de mineradoras.

Barclays, BNP Paribas, HSBC, Société Générale, Lloyds Banking Group e Credit Agricole caíram entre 1,1 e 3,3 por cento.

Entre as mineradoras, Anglo American, Xstrata, Vedanta Resources, Kazakhmys e Antofagasta recuaram de 1,2 a 2,4 por cento.

Os investidores se voltaram a ações de perfil mais defensivo, como produtoras de alimentos, farmacêuticas e fornecedoras de serviços básicos. Nestle, Unilever, Sanofi-Aventis, GlaxoSmithKline e National Grid subiram de 0,7 a 2,6 por cento.

Na semana, o índice FTSEurofirst subiu 1,6 por cento, interrompendo a série de quatro baixas semanais. O índice, porém, acumula baixa de 5,5 por cento neste ano em meio à preocupação com economias da zona do euro e com os planos do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para o setor financeiro.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,37 por cento, a 5.142 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,06 por cento, para 5.500 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 0,49 por cento, para 3.599 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em baixa de 0,19 por cento, a 21.035 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 0,55 por cento, para 10.224 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve desvalorização de 1,05 por cento, para 7.503 pontos.

(Reportagem de Dominic Lau)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host