UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/02/2010 - 17h03

Entrada de brasileiros na Cimpor é bem-vinda, diz secretário de Finanças de Portugual

Por Sérgio Gonçalves

LISBOA, 17 de fevereiro (Reuters) - A entrada de grupos brasileiros no capital da Cimpor é vista com bons olhos pelo governo português, podendo ajudar a fomentar as relações empresariais entre Portugal e o Brasil, disse Carlos Pina, secretário de Estado do Tesouro e Finanças de Portugal.

"Importa assinalar que a presença de empresas brasileiras no capital da Cimpor é algo por nós acolhido favoravelmente", disse em entrevista à Reuters.

A Cimpor é alvo do interesse de três grupos brasileiros, com uma oferta de 6,18 euros por ação feito pela Companhia Siderúrgica Nacional e uma aquisição de 31% de participação acionária pela Camargo Corrêa.

Já a Votorantim adquiriu outros 17,3% e fez um acordo de acionistas com a estatal portuguesa Caixa Geral de Depósitos, que controla 9,6% da empresa de cimento.

Pina frisou que "estas são operações de mercado, entre acionistas privados, e o Estado não tem de comentar essas operações", acrescentando que "as decisões da entrada destes acionistas compete apenas a eles".

"(A entrada de acionistas brasileiros) pode contribuir para o aprofundamento das relações econômicas e empresariais entre Portugal e Brasil, colocando-as ao nível da relação que existe entre os dois povos", disse Pina.

O secretário afirmou ainda que a entrada destes acionistas "não impede que a Cimpor se mantenha como uma empresa portuguesa, com sede em Portugal e que mantenha a sua matriz com identidade portuguesa".

 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host