UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/02/2010 - 21h06

PDVSA pode abandonar refinaria em protesto contra EUA

CARACAS (Reuters) - A petrolífera estatal venezuelana PDVSA pode se retirar da refinaria de Isla, que opera em Curaçao e produz 320 mil barris por dia, em protesto às operações militares dos EUA na ilha caribenha, disse o jornal Últimas Noticias neste sábado, citando uma entrevista com o ministro do Petróleo da Venezuela.

A Venezuela pode ordenar à PDVSA que abdique do arrendamento da refinaria porque os militares norte-americanos têm levado a cabo "provocações" na Venezuela a partir de Curaçao, teria dito o ministro Rafael Ramirez.

A PDVSA opera as instalações desde 1985 sob um contrato de arrendamento de longo prazo com o governo de Curaçao, uma ilha holandesa cerca de 65 quilômetros ao norte da costa venezuelana.

Um porta-voz da estatal não retornou o telefonema para comentar.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, que disse que os EUA tramam para invadir seu país, acusou Curaçao em dezembro de permitir aos EUA lançar voos espiões sobre o território venezuelano a partir da ilha.

Autoridades holandesas rejeitaram as acusações, e o governo norte-americano negou quaisquer planos de uma incursão militar na Venezuela.

A refinaria de Isla processa a maior parte do petróleo cru venezuelano, e a PDVSA tentou nos últimos anos negociar a compra da usina com o governo de Curaçao.

A gasolina e outros produtos refinados de Isla são enviados para EUA, América do Sul e outros mercados.

A PDVSA tem enfrentado várias dificuldades de operação em Isla. Unidades da refinaria foram fechadas no ano passado por problemas no suprimento de energia.

Um juiz de Curaçao determinou em maio passado que a PDVSA teria que realizar investimentos no valor de 100 milhões de dólares na refinaria para reduzir a poluição por enxofre e outros tipos de materiais, ou enfrentar processos multimilionários.

A PDVSA se queixou de que padrões de emissões mais severos em Curaçao custariam até 1,5 bilhão de dólares para serem obedecidos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host