UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/03/2010 - 18h50

Venda de vagões no Brasil deve ao menos dobrar em 2010

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - A indústria brasileira de equipamentos ferroviários estima venda de 2 mil a 2,5 mil vagões em 2010, pelo menos o dobro do registrado no ano passado, de acordo com a associação que reúne empresas do setor, Abifer.

Em 2009, os clientes da indústria nacional de materiais ferroviários --pressionados pela crise financeira internacional-- reduziram encomendas. Diante desse quadro, as vendas do setor somaram 2,1 bilhões de reais, informou à Reuters nesta segunda-feira o presidente da Abifer, Vicente Abate.

O total de vagões comercializados em 2009 foi de 1.022 unidades. O faturamento da indústria leva em conta, além dos vagões, locomotivas, carros e outros equipamentos ferroviários. A cifra não inclui o dispêndio com trilhos, que são importados.

Apesar do crescimento anual na quantidade de vagões, o setor ainda vai ficar longe de alcançar o recorde histórico, de 7.249 vagões de 2005, e ainda abaixo das 5.118 unidades vendidas em 2008, conforme a associação.

Segundo o presidente da Abifer, os vagões deste ano vão atender mais à demanda crescente dos setores de mineração, grãos, açúcar e fertilizantes.

"Em 2010, a crise se foi. Estamos falando em mais 300 milhões a 400 milhões de reais a mais no faturamento do setor este ano", disse o presidente da Abifer.

A expectativa da entidade para carros (que transportam passageiros) é de vendas de 500 a 550 unidades, depois de 438 unidades comercializadas em 2009. Em locomotivas, a previsão da Abifer para vendas em 2010 é de 60 a 70 máquinas, ante 20 unidades no último ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host