UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 09h58

InBev vê início de 2010 difícil com volumes nos EUA sob pressão

Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS, 4 de março (Reuters) - A Anheuser-Busch InBev, maior cervejeira do mundo, disse que teve um início de 2010 desafiador com os volumes nos Estados Unidos sob pressão depois de divulgar resultados de quarto trimestre impulsionado por forte expansão nas vendas no Brasil.

A fabricante de marcas como Budweiser, Stella Artois e Brahma afirmou nesta quinta-feira que espera vender ligeiramente mais cerveja este ano do que em 2009, mas que o crescimento no lucro seria na casa de um dígito no primeiro trimestre antes de crescer ao longo de 2010.

Particularmente no primeiro trimestre a empresa enfrentará difíceis comparações com o bom desempenho nos Estados Unidos no ano passado, devido ao mau tempo no início de 2010, e menores vendas russas.

"Para o ano, esperamos que o volume de cerveja fique em território positivo", afirmou o vice-presidente financeiro, Felipe Dutra.

A empresa afirmou que vendeu 2 por cento menos cerveja no quarto trimestre nos Estados Unidos, onde possui cerca de metade do mercado, mas obteve preços maiores e redução nos custos.

As fortes vendas no mercado do Brasil, onde aumentou sua fatia de mercado para 70 por cento, e o fortalecimento do real contra o dólar ficou por trás da alta de 5,1 por cento nas vendas do grupo, acima das expectativas do mercado.

O Ebitda da AB InBev subiu 11,5 por cento, para 3,11 bilhões de dólares no quarto trimestre, ante visão de 3,27 bilhões de dólares segundo 15 analistas consultados pela Reuters.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host