UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 09h20

Lucro da AmBev cresce com volumes maiores no Brasil

SÃO PAULO, 4 de março (Reuters) - A AmBev teve lucro líquido de 1,76 bilhão de reais no quarto trimestre, alta de 1,7 por cento em relação ao ganho de 1,73 bilhão de reais um ano antes. A empresa que integra a maior cervejaria do mundo teve vendas maiores no Brasil, mas queda nos volumes vendidos na América do Sul e Canadá.

No ano de 2009, a companhia teve lucro líquido de cerca de 6 bilhões de reais, expansão de 15,4 por cento sobre 2008.

As vendas em volume no Brasil cresceram 11,6 por cento nos últimos três meses de 2009, enquanto as operações na América do Sul e no Canadá registraram recuos de 2,8 por cento e de 5,6 por cento, respectivamente.

No total, a AmBev vendeu 47 milhões de hectolitros de bebidas no quarto trimestre, expansão de 6,8 por cento em relação a um ano antes.

Enquanto isso, o custo consolidado com produtos vendidos por hectolitro caiu de 50 reais no quarto trimestre de 2008 para 47,9 reais nos últimos três meses de 2009, se equi.

"No Brasil, os fundamentos macroeconômicos continuam a dar suporte ao bom desempenho da indústria", afirmou a AmBev no balanço.

"Para 2010, nossas prioridades não diferem muito de 2009, produtividade e inovação continuarão no topo da lista", acrescenta a companhia, que prevê investir no Brasil este ano entre 1,3 bilhão e 1,5 bilhão de reais, que, "na ausência de aumentos adicionais de impostos, podem chegar aos 2 bilhões de reais para responder a um maior potencial de crescimento da indústria".

A companhia espera que o custo de produtos vendidos por hectolitro cresça em linha com a inflação este ano e trabalha com uma taxa de hedge de 1,99 real por dólar ante 1,88 real em 2009.

A geração de caixa total da empresa medida pelo Ebitda --sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação-- ficou em 3,017 bilhões de reais nos três meses até dezembro, crescendo 3,4 por cento sobre o quarto trimestre de 2008.

A cervejaria teve receita líquida de 6,78 bilhões de reais no final de 2009, crescimento de 6,5 por cento sobre igual período de 2008, puxado não só pelo crescimento nas vendas em volume como também por aumento de preços no Brasil e América Latina.

No ano, o faturamento somou 23,19 bilhões de reais, expansão de 12 por cento.

O balanço também foi apoiado por redução nas perdas financeiras, que encerraram o quarto trimestre em 165 milhões de reais contra 331 milhões de reais um ano antes.

A dívida líquida da AmBev terminou 2009 em 3,22 bilhões de reais, ante 7,36 bilhões de reais em 2008.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host