UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/03/2010 - 16h25

Anac estima crescimento de 17% em tráfego de passageiros em 2010

RIO DE JANEIRO, 12 de março (Reuters) - Apesar da perspectiva positiva para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, o mercado aéreo brasileiro deve crescer no mesmo patamar de 2009, cerca de 17 por cento, afirmou a presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Vieira.

Segundo ela, a perspectiva de passagens mais caras esse ano para recompor supostas perdas sofridas no ano da crise seria um limitador para uma expansão mais forte do mercado em 2010.

"A perspectiva hoje é que o percentual fique equivalente ao do ano passado porque tem uma variável que a gente não tem controle que é o preço", disse a presidente da Anac durante evento no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Segundo levantamento do Banco Central, o PIB deve crescer 5,5 por cento em 2010, após queda de 0,2 por cento no ano passado.

Solange destacou que o mercado brasileiro começou o ano bastante aquecido e que os números de fevereiro mostraram um crescimento de quase 43 por cento na demanda doméstica ante o mesmo mês de 2009.

"Estamos apostando na casa dos 10 por cento esse ano em movimento de passageiros. Começamos bem", avaliou ela.

A presidente da Anac alertou que com o forte aumento da demanda aérea no Brasil é preciso investir pesado na infraestrutura aeportuária.

O presidente da Infraero, Murilo Barboza, anunciou no evento que a autarquia pretende investir até a Copa do Mundo de 2014 oito bilhões de reais nos aeroportos nacionais, sendo seis bilhões naqueles em que as cidades serão palcos de jogos e o restante nos demais.

"Temos que preparar a malha toda para a Copa do Mundo. Nosso maior desafio é o aumento da demanda aérea junto com os eventos como Copa, Copa das Confederações e Olimpíadas (de 2016)", disse o presidente da Infraero

Barboza anunciou que a instalação temporária de três módulos operacionais no aeroporto de Guarulhos (SP) aumentarão a capacidade em 3 milhões de passageiros ao ano.

O primeiro módulo provisório em Guarulhos será instalado em Guarulhos no ano que vem. "A estrutura pré-moldada vai dar uma folga importante em Guarulhos até que o terminal 3 seja concluído", afirmou Barboza.

O executivo disse que um módulo desse tipo já está operando em Florianópolis e outras estruturas semelhantes estão previstas para os aeroportos do Rio de Janeiro e Brasília.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host