UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/03/2010 - 12h07

Ibovespa deve subir mais 16,5% até o final do ano, dizem analistas

Por Luciana Lopez

SÃO PAULO, 17 de março (Reuters) - O mercado de ações brasileiro terá alta de 16,5% até o final do ano, devido ao forte crescimento econômico e à firmeza da recuperação global, mostrou uma pesquisa da Reuters.

Apesar das eleições presidenciais, economistas não viram muitos fatores que possam interromper seriamente a retomada do país e o potencial avanço da Bolsa neste ano.

Em vez disso, as principais preocupações se concentram no exterior, com a possível continuidade das preocupações sobre a dívida na Europa e uma expansão lenta nos mercados exportadores, que ainda enfrentam dificuldades.

O índice Bovespa  deve atingir 75 mil pontos até a metade de 2010, 7,2% a mais que o fechamento de terça-feira, em 69.942 pontos, de acordo com a mediana das previsões de 22 analistas, estrategistas e gestores de fundos ouvidos pela Reuters.

Mais ganhos no segundo semestre farão o índice terminar 2010 em alta de 16,5% ante seu nível atual, para 81.500 pontos, ou 19% no ano todo.

As projeções para o final do ano variavam entre 56 mil e 85 mil pontos.

"Os produtores de commodities devem continuar a se beneficiar de uma recuperação saudável nas economias desenvolvidas, enquanto os nomes domésticos devem continuar a lucrar com as baixas taxas de juros locais", disse o Morgan Stanley em relatório.

As empresas ligadas à demanda doméstica ganharão com o crescimento do Brasil. As vendas no varejo cresceram 2,7% em relação ao mês anterior, e o Grupo Pão de Açúcar, o grupo mais diversificado de varejo do País, disse que espera uma alta de 15 por cento nas vendas neste ano.

Expectativas crescentes para o preço do ferro também vão ajudar as mineradoras, especialmente a Vale, a maior produtora do mundo, e a MMX.
 
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host