UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/03/2010 - 09h13

Bolsas da Ásia se mantêm próximas da máxima em 2 meses

Por Kevin Plumberg

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia rondaram o maior patamar em dois meses nesta quinta-feira, com expectativas de taxas de juros baixas pelo mundo e inflação moderada dando força aos mercados acionários no curto prazo.

O índice MSCI que acompanha os mercados da região da Ásia-Pacífico exceto Japão tinha queda de 0,22 por cento, aos 420,87 pontos. O indicador acumula valorização de 8,4 por cento desde fevereiro ante alta de 5,2 por cento do índice de ações globais.

Uma recuperação econômica global sustentável e uma recomposição de portfólios ajudaram os mercados acionários nos países emergentes até o momento em 2010. Mas os investidores resolveram se voltar aos mercados asiáticos nas últimas semanas, atraídos pelas perspectivas de forte crescimento na região.

"O panorama para o curto prazo para as ações asiáticas é boa porque o crescimento global está acelerando e ainda temos dois trimestres de boa expansão ano a ano à nossa frente", disse Dariusz Kowalczyk, estrategista-chefe de investimento na SJS Markets, em Hong Kong.

O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO perdeu 0,95 por cento, aos 10.744 pontos. Em SEUL, o mercado recuou 0,46 por cento, para 1.675 pontos.

Em HONG KONG, o índice Hang Seng encerrou em baixa de 0,25 por cento, a 21.330 pontos. XANGAI se desvalorizou em 0,14 por cento, a 3.046 pontos, e TAIWAN subiu 0,49 por cento, para 7.886 pontos.

Em CINGAPURA, a queda foi de 0,18 por cento, enquanto SYDNEY ganhou 0,2 por cento, para 4.863 pontos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host