UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/03/2010 - 16h42

Brasil produz 11,9% mais celulose em fevereiro, diz Bracelpa

Por Carolina Marcondes

SÃO PAULO, 18 de março (Reuters) - O Brasil produziu no mês de fevereiro 1,117 milhão de toneladas de celulose, o que significa alta de 11,9 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, mas recuo de 8 por cento ante o mês de janeiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela associação do setor, Bracelpa.

No acumulado do primeiro bimestre, foram 2,331 milhões de toneladas produzidas, aumento de 11,9 por cento na comparação anual.

"Os resultados da indústria de celulose e papel em fevereiro indicam que o setor começa a se aproximar dos níveis de produção e vendas do período anterior à crise (setembro de 2008)", diz a Bracelpa, em nota.

Do total produzido no último mês, 946 mil toneladas corresponderam à celulose de fibra curta, representando aumento de 11,4 por cento ante fevereiro de 2009 e queda de 9 por cento ante janeiro. No ano, a alta é de 12,2 por cento, para 1,986 milhão de toneladas.

A produção de celulose de fibra longa, por sua vez, subiu 21,2 por cento ante o mesmo período do ano passado, mas também recuou em relação a janeiro: 1,4 por cento. No ano, a produção avançou 16 por cento, para 276 mil toneladas.

De acordo com a Bracelpa, as exportações de celulose, todas de fibra curta, totalizaram 653 mil toneladas no segundo mês de 2010, alta de 15,4 por cento ante fevereiro de 2009 e 5,5 por cento ante o mês imediatamente anterior. No ano, entretanto, as exportações recuam 0,4 por cento, para 1,272 milhão de toneladas.

As vendas domésticas, por sua vez, foram de 120 mil toneladas de celulose, alta de 26,3 por cento na comparação anual e queda de 7 por cento na mensal. No acumulado do primeiro bimestre, o crescimento é de 33,9 por cento, para 249 mil toneladas.

PRODUÇÃO DE PAPEL TAMBÉM CRESCE

A Bracelpa informou ainda que a produção de papel no Brasil subiu 12,2 por cento em fevereiro ante o mesmo período do ano passado, mas recuou 3,5 por cento em relação a janeiro, para 793 mil toneladas. No ano, a alta é de 10,8 por cento, para 1,615 milhão de toneladas.

As vendas domésticas de papel foram de 400 mil toneladas no último mês, alta tanto em relação a fevereiro de 2009 quanto a janeiro deste ano: 12,7 por cento e 0,3 por cento, respectivamente. No primeiro bimestre o número foi de 799 mil toneladas, alta de 10,1 por cento.

As exportações de papel, por sua vez, avançaram 29,8 por cento na comparação anual e recuaram 9,6 por cento na mensal, para 161 mil toneladas. No ano, o crescimento foi de 23,3 por cento, para 339 mil toneladas.

Segundo a associação, o saldo da balança comercial do setor subiu de 594 milhões de dólares no primeiro bimestre de 2009 para 702 milhões este ano, crescimento de 18,2 por cento. Enquanto isso, a balança comercial brasileira caiu 81,6 por cento na mesma comparação.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host