UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 09h08

Bolsas asiáticas têm 6a semana seguida de ganhos

Por Kevin Plumberg

HONG KONG (Reuters) - As principais bolsas de valores asiáticas subiram pela sexta semana consecutiva, maior período de valorização semanal em um ano, com ações ligadas ao consumo avançando na expectativa de uma recuperação econômica firme.

Nesta sexta-feira, o índice MSCI que acompanha as bolsas da região da Ásia Pacífico exceto Japão tinha alta de 0,3 por cento, aos 422 pontos.

Dados do mercado de trabalho e de inflação nos Estados Unidos na véspera reforçaram a visão de que a política monetária irá continuar com viés pró-crescimento e que a liquidez seguirá abundante.

Mas as duas principais incertezas de investidores --a crise fiscal da Grécia e a inflação na China-- se prolongavam.

"A questão da Grécia é um dos fatores que continuarão a restringir o mercado. Mas, por outro lado, muitos investidores não parecem esperar um resultado devastador", disse Kenichi Hirano, da Tachibana Securities, em Tóquio.

O índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em alta de 0,75 por cento, aos 10.824 pontos, impulsionado por empresas voltadas à exportação como Canon e Honda.

A Coreia do Sul avançou 0,65 por cento, a 1.686 pontos. As ações da Samsung Electronics subiram depois que a maior empresa de tecnologia da Ásia disse projetar crescimento de dois dígitos nas vendas em 2010 e mais investimentos no ano.

"A economia global deve sustentar seu crescimento este ano, ajudada por medidas de estímulo econômico tomadas pelo mundo... mas vemos competição mais acirrada, o que deixará o cenário corporativo mais difícil", afirmou Choi Gee-sung, que assumiu a presidência da Samsung em dezembro.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,19 por cento, para 21.370 pontos. Xangai ganhou 0,71 por cento, a 3.067 pontos, e Taiwan fechou com alta de 0,15 por cento, aos 7.897 pontos.

Em Cingapura, o mercado acionário teve variação positiva de 0,06 por cento, aos 2.915 pontos, enquanto o mercado australiano subiu 0,19 por cento, para 4.872 pontos.

(Tradução da Redação São Paulo)

REUTERS RB DM

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host