UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 10h37

Embraer reverte prejuízo e lucra R$ 167,5 milhões no 4º trimestre

SÃO PAULO, 19 de março (Reuters) - A Embraer, terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo, teve lucro líquido de R$ 167,5 milhões no quarto trimestre, revertendo prejuízo de R$ 40,5 milhões um ano antes, apesar de queda de 32,4% da receita na comparação entre os dois períodos.

A linha final do resultado pelas regras contábeis brasileiras foi consequência, sobretudo, de créditos tributários. Enquanto nos três últimos meses de 2008 houve despesa com impostos de R$ 227,5 milhões, em igual intervalo do ano passado houve receita de R$ 106,5 milhões.

No acumulado do ano, a empresa teve lucro de R$ 894,6 milhões, acima dos R$ 428,8 milhões em 2008, também com ajuda de créditos tributários.

O ano de 2009 foi marcado por uma série de cancelamentos de encomendas nos segmentos de aviação comercial e executiva, em meio à crise econômica global que reduziu a demanda das companhias aéreas por aviões e as fortunas de potenciais compradores de jatos particulares.

Na área de defesa, a Embraer fechou no último ano um contrato bilionário com o governo brasileiro para o desenvolvimento de um avião cargueiro.

Para 2010, a Embraer informou que espera entregar 90 aviões comerciais e 137 jatos executivos. Em 2009, as entregas totalizaram 244 unidades, incluindo também o segmento de Defesa.

A empresa disse que reservou US$ 74,4 milhões de seu caixa para fazer face a garantias financeiras assumidas com bancos que financiaram a compra de 36 aeronaves de 50 assentos pela companhia aérea norte-americana Mesa Air, que pediu concordata no começo de janeiro.

Nos três últimos meses do ano passado, apesar de ter entregue um número maior de aviões na comparação com igual intervalo de 2008, a receita líquida da Embraer caiu para R$ 2,8 bilhões, ante R$ 4,1 bilhões um ano antes.

A queda no faturamento é explicada pelo mix de produtos, já que das 91 aeronaves despachadas aos clientes de outubro a dezembro passado estão 52 unidades do avião executivo Phenom 100, um dos mais baratos em todo o portfólio da companhia. Nos três meses finais de 2008, a Embraer entregou 59 unidades, muitos deles do modelo 190, um dos mais caros da empresa.

Em 2009 como um todo, a receita da Embraer ficou em R$ 10,8 bilhões, abaixo dos R$ 11,7 bilhões no ano anterior.

Em seu relatório, a Embraer não informou seu Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) do último trimestre. O Ebitda anual ajustado foi de quase R$ 1,2 bilhão, que se compara a R$ 1,5 bilhão de 2008. A margem Ebitda anual, nessa mesma base, foi de 10,7%, queda de 2,1 pontos percentuais.

A Embraer encerrou dezembro com carteira firme de pedidos de US$ 16,6 bilhões, abaixo dos US$ 20,9 bilhões do encerramento de 2008.

(Reportagem de Cesar Bianconi; Edição de Bruno Marfinati)
 
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host