UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 08h17

Vale pede à China alta de 90%-100% no preço de minério de ferro

Por David Stanway
TANGSHAN, China, 19 de março (Reuters) - A Vale pediu um aumento de 90% a 100% no preço do minério de ferro a siderúrgicas chinesas, que ainda enfrentam uma produção excessiva de aço, afirmou nesta sexta-feira o vice-presidente da Associação Chinesa de Ferro e Aço (Cisa), Luo Bingsheng.

 

"Como todos sabem, a Vale propôs um aumento de preço de 90%, um aumento de preço de 100%", disse Bingsheng em uma conferência de aço em Tangshan, importante cidade produtora de aço perto de Pequim.

"O aumento nos preços internacionais do minério de ferro também terá um impacto nos preços domésticos do minério de ferro e colocará uma enorme pressão sobre as siderúrgicas domésticas."

A Vale informou que não vai comentar a notícia.

Bingsheng afirmou que a produção de aço da China nos dois primeiros meses do ano superou muito a demanda e as exportações podem cair mais, enquanto que um aumento dos estoques continua sendo um risco para o setor. 

"Não devemos ficar otimistas demais em relação ao mercado", disse ele.

Luo pintou um panorama obscuro para as siderúrgicas chinesas em 2010. Elas ainda precisam fixar os preços para o minério de ferro com a Vale e as outras duas grandes fornecedoras, Rio Tinto  e BHP Billiton , depois de terem falhado em conseguir o corte de preço acentuado que queriam em 2009.

A alta dos níveis de investimentos em ativos-fixos na China ainda terá um impacto positivo sobre a demanda de aço em 2010, mas o excesso de capacidade deve restringir o lucro e uma possível queda nas exportações vai limitar o crescimento, disse Luo.

"Olhando para o mercado como um todo, as siderúrgicas chinesas ainda estão produzindo demais", disse ele.

 A produção nacional de aço atingiu um recorde de 1,8 milhão de toneladas por dia em fevereiro, mas uma retomada modesta nas exportações de produtos de aço perdeu força nos últimos dois meses.

Luo disse ainda que 49 países adotaram medidas protecionistas contra o aço chinês. A queda nas exportações havia exacerbado o problema de a oferta doméstica superar a demanda.

"Todos sabem que os custos do minério de ferro vão aumentar, e isso está elevando os preços do aço, como vimos na última semana."

A Cisa havia dito anteriormente que o aumento do preço da matéria-prima foi bem maior do que os subsequentes aumentos do preço do aço devido ao excesso de capacidade. De modo inverso, o setor prosperou no ano passado porque os custos do minério de ferro caíram bem mais rapidamente no mercado doméstico.

"Em 2009, os custos das siderúrgicas caíram 28,49%, enquanto os preços do aço recuaram 22%, o que deu suporte à indústria", disse Luo.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host