UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/03/2010 - 16h54

Carta de executivo do Lehman alertou sobre manipulação de dados

CHICAGO (Reuters) - Um ex-executivo do Lehman Brothers Holdings Inc. advertiu meses antes do colapso do banco que o alto escalão de administradores estava supostamente enganando investidores e reguladores sobre o valor dos ativos da empresa, informou o Wall Street Journal neste sábado.

Em uma carta de maio de 2008 dirigida ao então diretor financeiro Erin Callan, ao diretor de riscos Chris O'Meara e outros, o vice-presidente do Lehman, Matthew Lee, disse que a empresa tinha "bilhões de dólares de saldos sem fundamento, que podem, ou não podem ser 'ruins', ou ativos não- produtivos", publicou o jornal, citando a carta.

Lee, que respondia ao administrador financeiro global do banco, destacou a contabilidade do escritório de Mumbai, apontando "uma possibilidade muito real de uma potencial distorção de fatos materiais estar sendo propagada eficientemente por aquele escritório", segundo o jornal.

As supostas distorções podem ter violado os códigos de ética internos do Lehman, Lee afirmou em sua carta, segundo o jornal. O vice-presidente foi despedido poucos dias após redigir a carta, e mais tarde fez um acordo que o impede de submeter queixa, segundo o jornal.

As alegações são semelhantes a reclamações de investidores e analistas à época, incluindo David Einhorn, da Greenlight Capital Inc, que questionou a descrição do banco sobre o valor de uma usina em Mumbai, informou o jornal.

O Lehman entrou em concordata em setembro de 2008. Na sexta-feira, o presidente do comitê bancário do Senado, Chris Dodd, solicitou ao Departamento de Justiça que analise possíveis irregularidades cometidas por executivos do Lehman, que podem ter recorrido a manobras na contabilidade para esconder a verdadeira situação financeira da empresa. Trechos da carta de Lee foram incluídos no relatório de 2.200 páginas do relator nomeado pela Justiça, divulgado em 11 de março.

(Reportagem de Ann Saphi, edição de Vicki Allen)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host