UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/03/2010 - 12h56

Não vamos brincar com a estabilidade econômica, diz Lula

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que o governo manterá os atuais pilares macroeconômicos neste ano eleitoral.

Ele ressaltou que quer "separar as eleições da atuação do governo", uma vez que o Executivo tem o compromisso de não parar de governar por conta do pleito de outubro.

"Não podemos brincar com a economia, nós não temos o direito de brincar com a economia", afirmou Lula em discurso durante evento sobre o programa social Territórios da Cidadania.

"Nós não vamos brincar com a estabilidade econômica, ela tem que ser mantida. A questão fiscal tem que ser cuidada com seriedade, com muita seriedade. E a inflação tem que ser controlada", acrescentou, comentando que uma alta generalizada dos preços prejudicaria mais a parcela pobre da sociedade.

Segundo Lula, a saída dos ministros que disputarão as eleições não deve gerar incertezas. "Não terá nervosismos porque nós temos consciência do que nós queremos até o final do mandato", sublinhou.

Um dos cotados para deixar o governo é o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

Apesar da promessa de controlar os gastos, Lula destacou que o governo aumentará programas que ampliem a renda dos mais pobres. Para ele, iniciativas como essas foram as responsáveis pela redução dos impactos negativos da crise financeira global sobre a economia brasileira.

"Vamos fazer mais política social. Apenas começamos a fazer política social", assegurou.

(Reportagem de Fernando Exman)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host