UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/03/2010 - 09h04

Petrobras venderá petróleo a partir de Okinawa em abril

Por Alejandro Barbajosa

CINGAPURA, 24 de março (Reuters) - A Petrobras começará a vender petróleo brasileiro a partir de um centro de distribuição em Okinawa, no Japão, a partir do próximo mês, afirmaram fontes na área de comércio de óleo nesta quarta-feira, dando início à estratégia de reforçar a participação da estatal no mercado do nordeste asiático.

A companhia brasileira está enviando 950.000 barris de óleo médio de 28 graus oriundo do campo de Roncador para chegada à ilha japonesa em 18-19 de abril, depois de uma viagem transcontinental de cinco semanas através do Cabo da Boa Esperança e Estreito de Malacca, disse a fonte.

O tamanho do lote embarcado é menor que os dois milhões de barris que a empresa havia originalmente planejado enviar a cada dois meses por meio de navios tipo VLCC (very large crude carrier).

Mas a Petrobras pode enviar ainda outros 950.000 barris para chegada em maio e manter o volume de exportação bimestral em linha com a meta inicial.

Uma vez no Japão, os compradores mais prováveis são refinadoras chinesas ou japonesas com tecnologia avançada de processamento de óleo médio, informaram as fontes.

A Petrobras desenvolveu um centro de distribuição de petróleo e derivados em Okinawa a partir da compra, em 2008, de uma refinaria que pertencia à ExxonMobil.

Com as instalações na ilha, a estatal pretende aumentar sua fatia no mercado regional que é um dos que mais crescem no mundo.

Algumas refinarias japonesas possuem sofisticados sistemas de produção que possibilitam a obtenção de produtos de bom valor a partir de petróleos como os de Roncador, que variam de 24 a 28 graus API, considerados médios.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host