UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/03/2010 - 10h10

Merkel apoia ajuda à Grécia sob termos alemães, BCE ajuda

BRUXELAS, 25 de março (Reuters) - A chanceler alemã, Angela Merkel, apoiou nesta quinta-feira um resgate à Grécia com o envolvimento do Fundo Monetário Internacional (FMI) como "último recurso", e o Banco Central Europeu (BCE) estendeu regras de financiamento mais frouxas, um grande alívio para Atenas.

Antes da cúpula da União Europeia, que começa mais tarde nesta quinta-feira, Merkel sinalizou em um discurso ao parlamento alemão que está pronta para fazer um acordo para ajudar a Grécia, cuja crise de dívida afetou a credibilidade da zona do euro.

A chanceler deixou claro, porém, que qualquer acordo precisa estar de acordo com rígidos termos da Alemanha. Alguns membros da zona do euro e do BCE estão determinados contra o envolvimento do FMI, temendo que isso mostraria que o bloco é incapaz de resolver a maior crise dos seus onze anos de existência.

"Na cúpula, hoje e amanhã, o governo alemão vai insistir na sua opinião de que qualquer auxílio de emergência deve vir de uma combinação do FMI e da ajuda conjunta bilateral da zona do euro. Mas novamente eu digo, isso só pode ser o último recurso", disse Merkel.

"Um bom europeu não é necessariamente aquele que oferece ajuda rapidamente. Um bom europeu é aquele que respeita os tratados europeus e os direitos nacionais, para que a estabilidade da zona do euro não seja prejudicada", disse ela.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host