UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/03/2010 - 15h15

Petróleo ficará na média de US$78,91 o barril em 2010

Por Chris Baldwin

LONDRES (Reuters) - O petróleo negociado nos Estados Unidos deve subir para uma média de 78,91 dólares o barril em 2010, mostrou uma pesquisa da Reuters na quinta-feira, e analistas disseram que a melhora econômica a médio prazo pode elevar os investimentos na commodity, fazendo os preços subir.

A pesquisa com 32 analistas mostrou um consenso de alta pelo 11o mês consecutivo. Em abril do ano passado, a estimativa média para 2010 era de 65,95 dólares o barril. Em fevereiro, os analistas previam um preço no final do ano de 77,70 dólares.

"Conforme a demanda por gasolina sobe neste verão, e os investidores veem o petróleo como uma jogada macroeconômica atrativa a médio prazo, os preços podem avançar mais do que estamos prevendo atualmente", disse Jason Schenker, da Prestige Economics, no Texas.

Analistas disseram que a recuperação econômica na China e nos Estados Unidos vai continuar a elevar a demanda por petróleo.

"O que suspeitamos é que a parte mais alta da banda de preço avançou para uma zona de conforto de 85 dólares, mas isso pode significar máximas de 90 dólares no curto prazo", disse Lawrence Eagles, do JP Morgan.

"Ao longo do ano, nosso preço-alvo de 90 dólares significa que máximas intradias de 100 dólares não são impossíveis".

Para uma tabela de estimativas, clique em.

ESTÍMULO FISCAL

O petróleo nos EUA deve ficar em uma média de 78,01 dólares no primeiro trimestre de 2010, contra 75,70 dólares na última pesquisa.

Os preços do petróleo nos EUA subiram para até 83,16 dólares durante a sessão em março, contra uma mínima de 78,06 dólares no início do mês. O petróleo por instantes ficou abaixo de 70 dólares o barril em fevereiro.

"A recente estabilização e em alguns casos o retorno ao crescimento têm dependido de estímulos fiscais e monetários sem precedentes. Essas intervenções políticas são responsáveis pela atual força dos preços", disse Thorsten Fischer, da RBS.

"Em outras palavras, acreditamos que a força no petróleo, e das commodities de maneira mais geral, no momento pode ser atribuída mais à demanda por commodities como uma classe de ativo do que à demanda pela commodity física", disse Fischer.

A demanda por gasolina nos EUA em 2010 deve mostrar aumentos modestos mas consistentes, com a Administração de Informação de Energia prevendo um crescimento de 60 mil barris por dia, para 9,1 milhões de bpd. Em 2011, a estimativa é de que a demanda suba 70 mil bpd, para 9,1 milhão de bpd.

Nesta quinta-feira, o contrato maio do petróleo era negociado com queda de 0,52 dólar, a 81,13 dólares o barril.

Neste mês, a Agência Internacional de Energia disse que a demanda global po petróleo em 2010 subirá 1,57 milhão de bpd, sem alteração em relação à sua estimativa anterior.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host