UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 14h54

Cyrela prevê entregar até 21 mil unidades em 2010

SÃO PAULO (Reuters) - A Cyrela Brazil Realty pretende ampliar de forma significativa as entregas de imóveis em 2010. A incorporadora deve encerrar apenas o primeiro trimestre com cerca de 4 mil unidades, o triplo de um ano antes e o mesmo número apurado nos últimos três meses de 2009.

A empresa informou a analistas que em todo o ano de 2010 pretende entregar de 17 mil a 21 mil unidades. O ponto médio da estimativa --de 19 mil unidades-- representaria um aumento de 153 por cento sobre 2009, destacou a corretora Ativa em relatório sobre Cyrela, que na noite de quinta-feira divulgou seu resultado do quarto trimestre e do ano passado.

Em relação às vendas contratadas, a Cyrela também reportará no primeiro trimestre expansão contra um ano atrás, confirmando o reaquecimento da demanda refletido nos números da empresa no último trimestre.

"As vendas deste primeiro trimestre estão muito superiores às do ano anterior", disse nesta sexta-feira o vice-presidente financeiro da empresa, Luís Largman, em teleconferência sobre os resultados.

Ele ressaltou que o primeiro trimestre de 2009 pode ser considerado um dos piores da história da empresa em decorrência da crise financeira mundial. De janeiro a março do ano passado, as vendas da Cyrela atingiram 501,8 milhões de reais. No período, foram vendidas 1.766 unidades.

Já em todo o ano passado, a maior incorporadora do país contabilizou vendas contratadas de 5,2 bilhões de reais, contra previsão da própria empresa de 5,1 bilhões de reais.

Segundo Largman, a companhia mantém as projeções de crescimento até 2012, quando as vendas anuais devem chegar a entre 9,7 bilhões e 10,7 bilhões de reais. Para este ano, a estimativa é de que as vendas fiquem no intervalo de 6,2 bilhões a 6,9 bilhões de reais, subindo para entre 7,6 bilhões e 8,4 bilhões de reais em 2011.

Na avaliação da Ativa, o patamar de vendas registrado pela Cyrela no quarto trimestre --de 1,75 bilhão de reais-- "é significativo e confirma os 'guidances' agressivos" da empresa.

LIVING

O preço médio das unidades construídas pela Living --braço da Cyrela para a baixa renda-- deve ser reduzido a 100 mil reais em 2010, ante 115,7 mil reais no ano passado, "em função de terrenos que foram e serão comprados", afirmou Largman.

Em todo o ano passado, as vendas da Living somaram 1,726 bilhão de reais, correspondentes a 14.913 unidades. Deste total, 8.354 unidades foram enquadradas no programa do governo federal "Minha Casa, Minha Vida".

A Cyrela prevê que a Living passe a responder por metade das vendas e dos lançamentos da companhia até 2012.

Com a maior participação da Living no portfólio da incorporadora, o valor médio da unidade da parte Cyrela também diminuiu no ano passado, para 215 mil reais, ante 270,9 mil reais em 2008.

As ações da Cyrela exibiam queda de 2,21 por cento, às 13h53, cotadas a 20,79 reais. O Ibovespa cedia 0,35 por cento.

(Por Vivian Pereira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host