UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 14h19

Mesquita deixa diretoria de Política Econômica do BC

Por Paula Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Central informou nesta quarta-feira que o diretor Mário Mesquita está deixando a diretoria de Política Econômica "por motivos pessoais, para se dedicar a novos projetos profissionais". Há 3 anos e 9 meses no BC, a saída de Mesquita já era esperada.

Segundo nota divulgada pelo banco, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, atual diretor de Assuntos Internacionais, ocupará a função de Mesquita.

No mercado, o impacto da saída de Mesquita foi relativamente pequeno, uma vez que já era cogitada pelos agentes financeiros, ou, como se diz no jargão, "estava no preço". Ao mesmo tempo, Hamilton Araújo é avaliado como um profissional eficiente e alinhado a um viés mais conservador.

No segmento de DI, mais sensível a mudanças na diretoria do BC, a taxa do contrato de DI para janeiro de 2011 --mais negociado-- situava-se em 10,35 por cento, ante 10,36 por cento no ajuste da véspera. Agentes desse mercado também repercutiam o Relatório de Inflação divulgado nesta manhã.

Zeina Latif, economista-chefe do ING, em São Paulo, classificou Hamilton como um nome "excelente e avaliou que ele tende a manter um contraponto conservador dentro do BC". E Bernardo Wjuniski, analista da Tendências, citou que o diretor parece ser alinhado ao viés de Mesquita.

Em relatório, a corretora Ativa lembrou que ele era responsável pelo departamento de estudos que auxilia o Copom nas suas decisões de política monetária, mas disse não saber sobre a sua habilidade política de convencer os outros membros sobre a necessidade de alta de juros.

A saída de Mesquita ocorre no dia que o presidente do BC, Henrique Meirelles, deve finalmente anunciar seu futuro profissional. Após conversa na véspera com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele pediu mais 24 horas para decidir se fica ou sai para concorrer a algum cargo nas eleições em outubro.

ECONOMISTA DO BIRD É INDICADO

Para a diretoria de Assuntos Internacionais, o presidente do BC, Henrique Meirelles, encaminhou a indicação de Luiz Awazu Pereira da Silva ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que concordou com a indicação. O nome de Pereira da Silva será agora submetido ao Senado.

Segundo o BC, Pereira da Silva atualmente exerce o cargo de diretor regional para o Departamento 2 da África Austral do Banco Mundial, onde é funcionário de carreira.

Doutor em Economia pela Université de Paris-I Sorbonne, foi chefe da assessoria econômica do Ministério do Planejamento, secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda e diretor do Departamento de Risco-País e Análise Econômica do Japan Bank for Internacional Cooperation, entre outros cargos.

(Com reportagem adicional de Silvio Cascione, em São Paulo, e Isabel Versiani e Ana Nicolaci da Costa, em Brasília; Edição de Alexandre Caverni)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host