UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 11h06

Eurofer pede à UE ação contra os preços do minério de ferro

BRUXELAS (Reuters) - A Eurofer, entidade que representa a indústria de aço na Europa, pediu na quarta-feira que os reguladores da União Europeia impeçam a competição injusta e o preço excessivo do minério de ferro, afirmando que isso pode prejudicar a recuperação econômica na região.

A Eurofer afirmou que a concentração de mercado por três empresas que controlam quase três quartos do mercado mundial resultou em um poder de preço desequilibrado, e em um alto grau de concentração no mercado internacional de minério de ferro.

A entidade já tinha ameaçado fazer queixa sobre o comportamento das mineradoras, o que valeu comentário do presidente da Vale, Roger Agnelli, na segunda-feira:

"O pessoal da Eurofer esqueceu que o período de colonização acabou. Aquela fase dos países em desenvolvimento ou subdesenvolvidos produzirem para sustentar ou subsidiar o bem estar deles acabou. A gente tem que olhar com praticidade e eles mesmo defendem isso. Mercado é mercado", disse durante evento em São Paulo.

A Eurofer fez seu apelo à UE um dia depois de a Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, e a BHP Billiton, terceira maior produtora, terem dito que vão precificar o minério de ferro às siderúrgicas japonesas trimestralmente a partir de 1o de abril, sinalizando o fim dos acordos anuais.

Segundo informações da indústria, o aumento provisório seria de 90 por cento, elevando o preço do minério para 105 dólares a tonelada. A Vale disse no Brasil que não iria comentar a notícia.

"O minério de ferro é a base para a cadeia de valor mais importante da UE", disse a Eurofer em um comunicado conjunto com a Orgalime, a Associação Europeia das Indústrias de Engenharia.

"Se o acesso econômico a ele (minério) for prejudicado por preço injustificável, e consequentemente a produção de aço na Europa for colocada em risco, isso terá severas consequências para toda a cadeia de valor e milhões de empregos nos setores envolvidos", complementou.

O comunicado disse ainda que uma proposta de BHP e Rio Tinto para fundir seus ativos de minério de ferro na Austrália em uma joint venture vai intensificar a concentração no setor, com a oferta de minério de ferro sendo dominada por apenas duas empresas.

(Por Bate Felix)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host