UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 19h28

Wall St cai nesta 4a, mas acumula alta no 1o trimestre

Por Ellis Mnyandu

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em queda nesta quarta-feira, depois que um relatório mostrando uma surpreendente baixa no emprego privado alimentou preocupações com a saúde do mercado de trabalho do país.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,47 por cento, para 10.856 pontos. O Nasdaq caiu 0,53 por cento, para 2.397 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 0,33 por cento, para 1.169 pontos.

As bolsas em Wall Street foram abatidas por um relatório da ADP Employer Services mostrando que os empregadores norte-americanos inesperadamente cortaram empregos em março e por outro documento informando uma expansão menor que a esperada no mês passado na atividade empresarial no Meio-Oeste do país .

As notícias funcionaram como um revés para investidores ansiosos por mais evidências de que a recuperação da economia está ganhando força e levou os agentes a se prenderem à divulgação de lucros em setores de forte desempenho, como ações de bens de consumo.

O relatório da ADP "não é um bom sinal. Queremos ver algum crescimento no mercado de trabalho", disse Sasha Kostadinov, gerente de portfólio da Shaker Investments, em Cleveland. "Os dados do mercado de trabalho de sexta-feira serão um grande número porque as pessoas estão começando a ficar ansiosas para verem algum crescimento."

Investidores enxergam o documento da ADP como uma prévia dos números gerais do mercado de trabalho (com exceção do setor agrícola) relativos a março, que serão divulgados na Sexta-Feira Santa, dia em que o mercado de ações norte-americano ficará fechado.

Mesmo com a queda deste pregão, o índice S&P 500 teve a quarta alta trimestral, e analistas esperam que o segundo trimestre seja bastante positivo, caso a temporada de divulgação de balanços se mostre melhor que o esperado.

Na ala de baixa figuraram companhias que estiveram entre as de melhor performance neste trimestre. Boeing caiu 1,3 por cento, enquanto Home Depot e Macy's, empresas de bens de consumo, cederam 1,04 por cento e 1,6 por cento, respectivamente.

Os papéis de tecnologia, que também estiveram na dianteira da valorização do mercado, recuaram. No fechamento, as ações da Research In Motion cederam 1,3 por cento no índice Nasdaq, mas aprofundavam a queda a 7,4 por cento no mercado futuro após a fabricante do BlackBerry divulgar seus resultados trimestrais.

No acumulado de março, no entanto, o Dow subiu 5,1 por cento, o S&P 500 avançou 5,9 por cento, enquanto o Nasdaq teve alta de 7,1 por cento.

No primeiro trimestre, o Dow apreciou-se 4,1 por cento, o S&P valorizou-se 4,9 por cento, ao passo que o Nasdaq marcou ganho de 5,7 por cento.

Os índices subiram pelo quarto trimestre seguido, à medida que os investidores continuaram comprando ações por apostas na recuperação da economia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host