UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/04/2010 - 13h06

Entidade chinesa quer restringir importações de minério de ferro

PEQUIM (Reuters) - A Associação de Ferro e Aço da China (CISA, na sigla em inglês) está criando medidas para reduzir o número de operadores com permissão de importar minério de ferro, disse uma fonte do setor disse nesta sexta-feira.

"A CISA está atualmente discutindo as medidas com a Câmera de Comércio de Importadores e Exportadores de Metais, Minerais e Químicos, e detalhes vão emergir mais tarde", disse uma fonte da Câmara.

A CISA também vai implementar um sistema com o objetivo de garantir que os volumes de importação estejam de acordo com as necessidades reais das fábricas de aço e também de impedir que os operadores revendam. Um novo "sistema auditor" também vai permitir que os portos recusem a entrada de minério de ferro importado de má qualidade.

Na reunião desta sexta-feira, o presidente da CISA, Shan Shanghua, pediu que os importadores licenciados boicotem as três grande mineradoras de minério de ferro nos próximos dois meses para combater o seu "comportamento monopolista", de acordo com uma matéria do jornal chinês 21st Century Business Herald.

Shan disse que a produção doméstica de minério de ferro da China seria suficiente para manter as fábricas funcionando por dois meses, e que os estoques dos portos também podem ser usados.

A CISA, que não estava disponível no momento para comentar sobre o assunto, tinha culpado anteriormente os pequenos operadores por arruinar sua posição nas conversas sobre preço de referência com mineradoras estrangeiras na semana passada.

A associação alega que as importações de grandes quantidades de minério dificultaram a tentativa de melhorar a posição da China durante as negociações e convencer Rio Tinto, BHP Billiton e Vale a dar um preço mais favorável aos consumidores chineses.

(Reportagem de David Stanway)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host