UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/04/2010 - 14h17

Índice europeu de ações fecha na máxima em 18 meses

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações atingiu a máxima em 18 meses no fechamento da sessão desta terça-feira, impulsionado pelas ações de empresas de commodities, que avançaram em meio à expectativa de demanda crescente e também refletindo robustos dados econômicos.

Os ganhos foram amortecidos em parte devido a preocupações em relação à capacidade da Grécia de superar sua crise fiscal.

No final, o FTSEurofirst 300, índice das mais importantes ações europeias, subiu 0,6 por cento, aos 1.100 pontos, o maior fechamento desde setembro de 2008. Isso significa um salto de 70 por cento desde o recorde de baixa atingido em março do ano passado.

As mineradoras avançaram em meio à alta dos preços do cobre, que atingiram as máximas em 20 meses, ainda refletindo dados recentes dos Estados Unidos mostrando recuperação do emprego e dos setores imobiliário e de serviços, o que elevou as projeções de demanda por metais.

Em outra mão, o ouro atingiu sua cotação máxima em euros, em meio a temores quanto à saúde fiscal de países periféricos da zona do euro.

BHP Billiton, Anglo American, Antofagasta, Rio Tinto, Xstrata e Eurasian Natural Resources subiram entre 1,4 e 3,4 por cento.

Números encorajadores da economia dos EUA ajudaram o mercado, mas outros temas como a questão da Grécia estão pondo pressão nos negócios, disse Koen De Leus, economista da KBC Securities.

"A situação grega ainda não está resolvida. As pessoas estão certas em pensar que isso ainda está longe do fim. Os credit default swaps subiram, o que é um sinal claro de que os investidores não estão confiantes."

Bancos gregos recuaram, com o National Bank of Greece, Bank of Piraeus e Alpha Bank perdendo entre 2,3 e 5,1 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,62 por cento, a 5.780 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,27 por cento, para 6.252 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,49 por cento, para 4.053 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,6 por cento, para 23.346 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 0,84 por cento, para 11.160 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,11 por cento, para 8.193 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host