UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/04/2010 - 20h20

Presidente mundial da Ford se reúne com Lula e Kirchner

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-executivo da Ford, Alan Mulally, afirmou nesta terça-feira que vai se reunir esta semana com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando fará anúncios que poderão envolver investimentos além dos anunciados 4 bilhões de reais divulgados pela empresa no final do ano passado.

Mulally, que esta semana visitou as fábricas da Ford na Bahia e em São Paulo, evitou, porém, comentar o conteúdo da conversa com o presidente Lula, que acontecerá na tarde de quinta-feira, após reunião do executivo com Cristina Kirchner, presidente da Argentina, na quarta-feira.

Ele elogiou, porém, as medidas de incentivo do governo federal ao setor automotivo, que ampliaram crédito e reduziram impostos ao longo de todo 2009 até março deste ano.

O diretor de assuntos corporativos e governamentais da Ford no Brasil, Rogelio Golfarb, afirmou após a entrevista coletiva com Mulally que "é esperado um anúncio importante para o presidente Lula".

Desde que assumiu o comando da montadora norte-americana no final de 2006, Mulally toca o projeto "One Ford", em que a empresa vendeu marcas como Jaguar, Volvo e Land Rover, para se concentrar na marca original do grupo e em plataformas globais de veículos.

O foco é reduzir custos e melhorar a eficiência e qualidade dos produtos da companhia. A Ford foi a única grande produtora de veículos dos Estados Unidos a não pedir socorro ao governo norte-americano durante a crise financeira internacional.

"Não vejo razão que nos impeça (no Brasil) de competir com outras empresas no mundo", afirmou o executivo na entrevista, evitando comentar sobre lançamento de futuros veículos no país, como uma nova versão do compacto Fiesta.

"No futuro, nosso foco principal é trazer e fazer cada vez mais produtos para o mercado brasileiro. O plano é termos produtos mais atualizados no Brasil", afirmou Mulally, acrescentando que o país será um dos centros globais de desenvolvimento de produtos Ford.

Em novembro, a Ford anunciou investimentos de 4 bilhões de reais no Brasil para o período de 2011 a 2015. Parte dos recursos serão usados na expansão da capacidade produtiva da fábrica de Camaçari, na Bahia, de 250 mil para 300 mil unidades. Atualmente a unidade produz os modelos Fiesta e EcoSport, este último muito elogiado pelo discurso de Mulally sobre plataformas globais de automóveis.

O Brasil bateu recorde de vendas de veículos no primeiro trimestre, com comercialização de cerca de 750 mil unidades. Março foi o mês com maior volume de vendas da história do país, com licenciamentos de 350 mil veículos entre carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo dados da associação de concessionários Fenabrave.

O presidente da Ford para Brasil e Mercosul, Marcos de Oliveira, afirmou que o desempenho do primeiro trimestre do mercado brasileiro foi superior ao esperado pela companhia e que a empresa quer continuar a ampliar sua fatia de mercado sem perder de vista a lucratividade.

A Ford é a quarta maior montadora em vendas do Brasil e encerrou o primeiro trimestre com participação de mercado de 11,2 por cento, ante 10,3 por cento no final de 2009.

"Temos crescido nossas vendas no Brasil nos últimos anos e queremos mais market share, mas antes disso queremos vender de uma forma financeiramente positiva", afirmou Oliveira.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host