UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/04/2010 - 08h12

Alimentos diminuem alta e ajudam IPC-Fipe a subir menos

SÃO PAULO, 9 de abril (Reuters) - A inflação ao consumidor em São Paulo iniciou o mês em desaceleração, devido a uma menor alta dos preços dos alimentos e a um aprofundamento da queda dos custos de transportes.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,23 por cento na primeira quadrissemana de abril, ante alta de 0,34 por cento no mês de março, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira.

Economistas ouvidos pela Reuters previam elevação de 0,35 por cento, de acordo com a mediana de 10 projeções que variaram de 0,34 a 0,38 por cento.

Os preços de Alimentação avançaram 1,19 por cento nesta leitura, contra alta anterior de 1,43 por cento.

Os custos de Transportes declinaram 0,81 por cento no começo do mês, após baixa de 0,50 por cento em março. Esse grupo foi impactado no começo do ano pelo reajuste da tarifa de ônibus urbano e pelo aumento dos combustíveis em razão da pressão da cana-de-açúcar, mas agora reverte esses movimentos.

Outros grupos em desaceleração foram Despesas pessoais, como variação positiva de 0,04 por cento agora, após alta anterior de 0,21 por cento, e Saúde, com avanço de 0,08 por cento contra 0,14 por cento em março.

Já os preços de Vestuário aumentaram em ritmo maior, em 0,63 por cento na abertura de abril, contra 0,44 por cento no mês passado.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host