UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/04/2010 - 19h11

NY sobe com setor de energia; Dow flerta com 11 mil pts

Por Leah Schnurr

NOVA YORK (Reuters) - As ações norte-americanas encerraram valorizadas nesta sexta-feira, permitindo que o índice Dow Jones tocasse por um breve momento os 11 mil pontos pela primeira vez desde setembro de 2008.

Perspectivas melhores que o esperado em relação à Chevron e dados robustos sobre estoques dos Estados Unidos deram suporte às apostas na recuperação da economia.

O Dow, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,64 por cento, para 10.997 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,71 por cento, para 2.454 pontos. O Standard & Poor's 500 ganhou 0,67 por cento, para 1.194 pontos.

O índice de energia do S&P, em alta de 1,1 por cento, liderou o avanço do mercado. As ações da Chevron ganharam 2,4 por cento, um dia após a companhia dizer que seu braço financeiro e de marketing voltará a registrar lucro no primeiro trimestre.

Mais cedo, dados mostraram que os estoques no atacado norte-americano subiram mais que o esperado em fevereiro, enquanto as vendas nesse mesmo segmento alcançaram o maior nível em 16 meses. Os números ampararam perspectivas de um crescimento na economia e nos lucros no primeiro trimestre.

Papéis de empresas de tecnologia, que têm estado entre os mais beneficiados com a força da economia, também tiveram desempenho acima da média do mercado. Cisco Systems ganhou 1,2 por cento e Microsoft teve alta de 1,4 por cento.

"A maioria dos investidores reconhece que a recessão acabou, e a questão que o mercado enfrenta agora é: 'estamos caminhando de uma recuperação para um crescimento sustentável?'", indagou Michael Sheldon, estrategista-chefe de mercado da RDM Financial, em Westport, Connecticut. "Os números econômicos de abril de longe têm sido encorajadores."

O Dow Jones por um breve momento superou ao longo da sessão o importante nível psicológico de 11 mil pontos, pela primeira vez desde setembro de 2008. Nesse período, as bolsas em Wall Street foram abatidas pela crise de crédito.

Na semana, o Dow subiu 0,6 por cento, o S&P ganhou 1,4 por cento e o Nasdaq avançou 2,1 por cento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host