UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/04/2010 - 13h43

Gabrielli admite prazo apertado para proposta de capitalização

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, evitou especular sobre as opções de capitalização da empresa para este ano se o Congresso não aprovar projeto nesse sentido. Apesar de afirmar estar confiante na aprovação, ele admitiu que o prazo está ficando curto.

"Os prazos estão muito apertados. No momento que essa proposta se tornar inviável, estudaremos alternativas", disse Gabrielli a jornalistas após a abertura de um seminário internacional sobre saúde, segurança e meio ambiente no Rio de Janeiro.

Gabrielli não quis comentar quais seriam as alternativas e nem sobre a afirmação feita há algumas semanas pelo gerente da empresa, Alexandre Quintão, de que no eventual fracasso da capitalização pelo Congresso a empresa poderia emitir ações preferenciais.

"Não vou especular", finalizou ele.

Pelo projeto em trâmite no Congresso, a Petrobras receberia até 5 bilhões de barris de petróleo da União de áreas do pré-sal não licitadas em troca indireta por ações da empresa.

(Por Denise Luna)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host