UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/04/2010 - 19h27

Otimismo com balanços valoriza Dow Jones acima de 11 mil pontos

Por Ellis Mnyandu

NOVA YORK (Reuters) - O índice Dow Jones fechou acima de 11 mil pontos pela primeira vez em quase 19 meses nesta segunda-feira. Expectativas de sólidos balanços corporativos referentes ao primeiro trimestre estimularam compras nos setores financeiro, industrial e de energia.

Alguns investidores afirmaram que os preços já vinham refletindo elevadas expectativas para os resultados do primeiro trimestre. Tanto o Dow quanto o S&P 500 estão próximos das máximas em 19 meses.

O Dow, referência da bolsa de Nova York, teve oscilação positiva de 0,08 por cento, para 11.005 pontos. O Nasdaq Composite subiu 0,16 por cento, para 2.457 pontos. O Standard & Poor's 500 ganhou 0,18 por cento, para 1.196 pontos.

"Os investidores esperam mesmo que a temporada de balanços vá ser muito, muito boa. Assim, eles estão tentando antecipar isso", afirmou Stephen Massocca, diretor geral da Wedbush Morgan, em San Francisco.

Notícias de um plano de ajuda à Grécia abrandaram preocupações com riscos na dívida soberana do país, ajudando o viés positivo em Wall Street.

As ações da produtora de alumínio Alcoa ganharam 1,3 por cento no pregão regular, um dos maiores impulsos ao Dow Jones, num dia em que os preços da commodity tocaram o maior nível em 18 meses.

Após o fechamento do mercado, a Alcoa deu início à temporada de divulgação de resultados .

Os papéis do Google subiram 1,2 por cento, enquanto os da General Electric avançaram 1,03 por cento. Já as units do JPMorgan apreciaram-se 0,4 por cento. Todas essas companhias devem divulgar seus balanços nesta semana.

"As estimativas têm sido elevadas e os preços estão muito mais altos. Dessa forma, a verdadeira questão é quanto disso está realmente materializado nesse ponto", acrescentou Massocca.

O Dow Jones encerrou acima dos 11 mil pontos pela primeira vez desde setembro de 2008, após atingir momentaneamente esse nível na sexta-feira. O S&P 500 acumula valorização de 7,2 por cento neste ano, já tendo superado 1.200 pontos, patamar de resistência crítica.

(Reportagem adicional de Caroline Valetkevitch)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host