UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/04/2010 - 10h06

Resultado do UBS no 1o tri será o melhor desde início da crise

Por Lisa Jucca

ZURIQUE (Reuters) - O UBS apresentou seu maior lucro antes de impostos desde o início da crise, logo antes de uma reunião de investidores, e afirmou que os saques foram reduzidos de forma substancial e que o banco reconquistou a confiança dos clientes.

Em um anúncio não previsto, o segundo maior gestor de riquezas do mundo afirmou que o lucro antes de impostos no primeiro trimestre foi de "pelo menos" 2,5 bilhões de francos suíços (2,3 bilhões de dólares), cerca de três vezes mais que no trimestre anterior.

O lucro foi impulsionado, provavelmente, pela receita de renda fixa, particularmente em operações estrangeiras, onde o UBS tem 15 por cento de fatia de mercado.

O banco acrescentou que os saques realizados por clientes ricos, decepcionados com as perdas durante a crise financeira e as preocupações com os impostos nos Estados Unidos, encolheram para cerca de um terço do que eram no trimestre anterior. O anúncio surpreendeu alguns analistas e ajudou a impulsionar as ações do UBS em 4 por cento.

"O fluxo de saída de dinheiro novo em todos os negócios foi substancialmente menor do que no quarto trimestre de 2009", disse o UBS.

"O que surpreende é que o fluxo de dinheiro novo, que acreditamos ser uma mudança na percepção para os investidores de que o UBS está indo na direção certa agora", disse a analista Teresa Nielsen, da Vontobel.

Segundo dados da ThomsonOne, o lucro antes de impostos estará acima da estimativa de cinco analistas, de 2,375 bilhões de francos suíços.

Na quarta-feira o presidente-executivo do banco, Oswald Gruebel, enfrentará alguns acionistas decepcionados, prontos para rejeitar um sistema de bônus e planos para deixar mais transparente a administração de responsabilidades pela crise, mas o lucro surpresa pode aliviar um pouco da tensão.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host