UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 14h05

Intenção de compra em SP cai com fim de desconto no IPI

SÃO PAULO (Reuters) - A intenção de compras dos consumidores da cidade de São Paulo para o segundo trimestre diminuiu 2,6 por cento ante os três primeiros meses do ano, em meio ao um cenário de fim de medidas anti-crise e aumento de compras a prazo.

As informações fazem parte de uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo Programa de Administração do Varejo (Provar) e Laboratório de Finanças, da Fundação Instituto de Administração (FIA).

Segundo o levantamento, 74,6 por cento dos 500 consumidores consultados na capital paulista pretendem efetuar compras entre abril e junho, ante 77,2 por cento no início do ano. Já na comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 2,2 por cento nas intenções de compra.

De acordo com o coordenador geral do Provar, Claudio Felisoni de Angelo, a queda na relação trimestral pode ser explicada pelo fim da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis, equipamentos de linha branca e materiais de construção, além de um maior volume de compras a prazo.

"Os consumidores pesquisados declararam um comprometimento médio de 13 por cento da renda atual com crediário, número relativamente alto. Outro fator é o fim da redução do IPI para algumas linhas de bens duráveis", disse ele, em nota.

Entre as dez categorias analisadas pela entidade, os itens de Cine e Foto lideram as intenções de compra no segundo trimestre, com 12,4 por cento, seguidos pelos produtos de Telefonia e Celulares, com 12,2 por cento, e Informática, com 11,4 por cento.

Por outro lado, as menores intenções de compra ficaram com produtos de Cama, Mesa e Banho (2,6 por cento), seguidos por Eletroportáteis (4,8 por cento) e Materiais de Construção (6,4 por cento).

INTERNET

A pesquisa também apontou uma queda de 7,9 por cento na intenção de compras pela Internet em relação ao primeiro trimestre do ano, com 80,7 por cento dos entrevistados declarando intenção de comprar pelo menos um item dos segmentos consultados.

Conforme o estudo, o segmento de Eletroeletrônicos liderou a intenção de compras pela Internet, com 30,2 por cento, seguido pelos itens de Informática, com 27,7 por cento, e CD, DVD, Livros e Revistas, com 22,9 por cento.

(Por Vivian Pereira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host