UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/04/2010 - 14h02

Bolsas europeias fecham no vermelho por aéreas e bancos

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações da Europa encerrou na mínima em mais de uma semana nesta segunda-feira, com as ações de bancos caindo após acusações na sexta-feira de fraude contra o Goldman Sachs e os papéis de aéreas recuando em meio ao caos no setor pelo quinto dia por causa das cinzas vulcânicas na Islândia.

O FTSEurofirst 300 --que reúne as principais ações da região-- caiu 0,63 por cento, a 1.088 pontos, o menor patamar de fechamento desde 8 de abril. O índice ainda registra valorização de 68 por cento desde o piso registrado em março de 2009.

Os bancos estiveram entre os maiores perdedores, com o índice STOXX Europe 600 do setor caindo 0,89 por cento. HSBC, Barclays, Société Générale, Crédit Agricole, Natixis e UBS cederam de 0,8 por cento a 2 por cento.

"Este caso do Goldman Sachs é certamente algo que está mantendo os investidores um pouco desconfiados, pois poderá tornar-se uma chave para regulamentações mais severas", disse Luc Van Hecka, economista-chefe na KBC Securities.

A Securities and Exchange Commission (SEC, equivalente nos EUA à CVM) acusou na sexta-feira o Goldman de fraudar produtos relacionados a hipotecas subprime. O banco negou as acusações.

Entre as empresas aéreas, British Airways, Lufthansa, Iberia, Ryanair, Aer Lingus Group e Air France-KLM perderam de 1,4 por cento a 4,1 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,28 por cento, a 5.727 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,3 por cento, para 6.162 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,41 por cento, para 3.970 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em queda de 0,96 por cento, a 22.785 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 perdeu 0,53 por cento, para 11.199 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve desvalorização de 1,06 por cento, para 8.024 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host