UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/04/2010 - 08h06

Inflação em SP segue em 0,23%, alimentos pesam

SÃO PAULO, 19 de abril (Reuters) - A inflação ao consumidor em São Paulo ficou estável em meados do mês, já que maiores altas dos preços de alimentos e vestuário foram contrabalançadas por arrefecimentos em outros grupos, como de despesas pessoais e habitação.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,23 por cento na segunda quadrissemana de abril, a mesma alta da primeira, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta segunda-feira.

Analistas ouvidos pela Reuters previam uma taxa de 0,22 por cento, segundo a mediana de 10 projeções que variaram de 0,17 a 0,24 por cento.

Os preços do grupo Alimentação tiveram alta de 1,27 por cento na segunda quadrissemana, contra 1,19 por cento na primeira.

Os de Saúde também aceleraram o avanço, para 0,27 por cento nesta leitura, ante 0,08 por cento na anterior. Os de Vestuário subiram 0,90 por cento agora, contra elevação de 0,63 por cento antes.

Os custos de Transportes tiveram uma queda ligeiramente inferior, de 0,78 por cento na segunda quadrissemana, ante 0,81 por cento na primeira.

Já os preços de Despesas Pessoais caíram, em 0,06 por cento nesta leitura, ante variação positiva de 0,04 por cento na anterior. Os de Habitação registraram oscilação positiva de 0,03 por cento, contra 0,12 por cento.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host