UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/04/2010 - 10h28

Toyota deve pagar multa recorde aos EUA, diz fonte

WASHINGTON (Reuters) - A Toyota Motor concordou em pagar uma multa recorde de US$ 16,4 milhões a autoridades de segurança dos Estados Unidos. A penalidade ocorre por acusação do governo de que a empresa reconhecidamente atrasou a realização de um grande recall em janeiro de veículos com problemas no pedal do acelerador. A informação foi divulgada no domingo por um membro do governo norte-americano.

 

O acordo entre o Departamento de Transportes dos EUA e a maior montadora do mundo deve ser assinado nesta segunda-feira em Washington, segundo a fonte.

A administração de Barack Obama concluiu que a Toyota atrasou propositalmente o recall relacionado a um problema potencialmente perigoso que pode causar travamento do pedal acelerador em alguns dos modelos mais vendidos da empresa, entre eles, o Camry.

Ao concordar em pagar a multa, a Toyota "aceita a responsabilidade por esconder este defeito de segurança" da Administração Nacional de Segurança de Tráfego, "violando a lei", disse à Reuters um representante do Departamento de Transportes, pedindo para não ser identificado porque o acordo ainda não foi finalizado.

Um porta-voz da Toyota no Japão disse que a montadora não havia chegado a uma decisão sobre o pagamento da multa aos Estados Unidos.

A Toyota ainda enfrenta mais de 100 processos sobre fraude ao consumidor e ferimentos pessoais provocados por aceleração não intencional de seus veículos.

Em um novo embaraço para a companhia, a Toyota foi forçada a parar a produção do utilitário de luxo Lexus GX 460 por causa de um problema com o sistema eletrônico de controle e avalia se terá de fazer um recall do modelo.

As ações da Toyota caíram quase 2% em Tóquio, nesta segunda-feira.

A decisão da montadora de pagar a multa não a libera de potencial responsabilidade nos processos abertos após aceleração indesejada em veículos Toyota e Lexus, afirmou o representante.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host