UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/04/2010 - 16h05

Renner prevê abertura de até 100 lojas compactas em cinco anos

SÃO PAULO (Reuters) - A Lojas Renner estima inaugurar entre 80 e 100 lojas no formato compacto nos próximos cinco anos em mercados menores, mas com público-alvo em número suficiente que justifique a viabilização de uma unidade.

A previsão foi feita pelo diretor de Relações com Investidores da varejista, José Carlos Hruby, em teleconferência com analistas e investidores sobre os resultados do primeiro trimestre. Segundo ele, a estimativa pode ser revista conforme o desempenho das lojas programadas para serem inauguradas ainda em 2010.

Sem revelar os locais, o executivo reiterou que serão inauguradas duas lojas com cerca de 1.200 metros quadrados de área líquida de vendas no segundo semestre.

"Estes serão projetos piloto em regiões onde a Renner ainda não atua", acrescentou Hruby, que se aposentará em junho, quando será substituído por Adalberto Pereira dos Santos, vindo do setor varejista.

A abertura das duas unidades se soma ao plano da companhia de inaugurar 12 lojas em 2010.

SERVIÇOS FINANCEIROS

Primeira empresa fora do segmento financeiro a oferecer cartões de crédito, a Renner iniciou nesta sexta-feira os testes com seu cartão co-branded, que contará com as bandeiras Visa ou Mastercard. O lançamento do cartão para o público está previsto para junho.

Segundo Hruby, a empresa estima contar com cerca de 1 milhão de cartões em circulação nos primeiros 12 meses de operação. "Esperamos, com isso, diminuir as despesas financeiras com cartões de terceiros."

Questionado sobre o critério para seleção de clientes aos quais será oferecido o cartão, o executivo disse que, no primeiro momento, o plástico será destinado àqueles que utilizam, em média, 30 por cento do limite concedido pela loja --no Cartão Renner.

O segundo grupo será contemplado pelos clientes que fazem utilização maior do limite, nesse caso, "com maior cautela, porque o cartão pode ser usado externamente", acrescentou Hruby.

"Teremos uma boa oportunidade... para agregar valor financeiro ao Ebitda produzido por essa área à companhia", disse ele, se referindo à implantação do cartão, que contará também com um programa de fidelidade ainda em estudo.

Na noite de quinta-feira, a Renner reportou um lucro líquido de 36,9 milhões de reais de janeiro a março, resultado mais de três vezes superior aos 10,9 milhões de reais um ano antes.

Às 14h51, os papéis da Renner avançavam 3,9 por cento, para 43,12 reais, liderando as altas entre as ações que integram o Ibovespa. O principal índice da bolsa paulista cedia 0,35 por cento no mesmo horário.

(Por Vivian Pereira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host