UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

03/05/2010 - 20h48

SUMMIT-Chinalco Peru avança com projeto de mina de US$2,2 bi

Por Teresa Cespedes e Terry Wade

LIMA (Reuters) - A unidade no Peru da empresa de metais chinesa Chinalco acredita que os preços do cobre estão "adequados" no momento em que se prepara para iniciar seu primeiro grande investimento no país andino, o projeto Toromocho, apesar da alta nos custos no setor.

O presidente da Chinalco Peru, Gerald Wolfe, afirmou nesta segunda-feira durante o Reuters Latin American Investment Summit que as vendas do metal de Toromocho estão garantidas para sua controladora a preços internacionais.

O projeto Toromocho, localizado na região andina de Junín e que contempla investimentos de 2,2 bilhões de dólares, começará a produzir no final de 2012, segundo a companhia.

"Os preços atuais são adequados para construir a nova mina e permitem uma escala razoável de retorno", disse Wolfe.

"Os preços são altos hoje em dia comparados com o que tínhamos há cinco anos. Os custos de operação são mais altos também", acrescentou.

A empresa prevê que Toromocho produza cerca de 900 mil toneladas de concentrado de cobre por ano.

O Peru é o segundo maior produtor mundial de cobre e tem a China como um dos principais compradores do metal.

PORTO

O presidente da Chinalco Peru afirmou que, junto com um consórcio, pretende participar da licitação para a construção do primeiro porto exclusivo para minerais no Peru, um investimento de 100 milhões de dólares.

O terminal de minerais será localizado na área onde fica o porto de Callao, o principal do Peru.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host