UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/05/2010 - 13h05

Juntas, PDG e Agre devem lançar de R$6,5 bi a R$7,5 bi no ano

SÃO PAULO (Reuters) - A aquisição da Agre pela construtora e incorporadora PDG Realty deve resultar em lançamentos com Valor Geral de Vendas (VGV) entre 6,5 e 7,5 bilhões de reais em 2010.

Segundo informações disponíveis no site da PDG, com isso, a nova companhia ocupará a liderança no setor em termos de lançamentos, superando a estimativa divulgada pela atual segunda colocada, Cyrela, de lançar 5,5 bilhões de reais neste ano.

No ano passado, os lançamentos da Agre combinados aos da PDG somaram 4,270 bilhões de reais, ficando abaixo do total lançado pela Cyrela, de 4,476 bilhões.

Já as vendas da nova companhia, que totalizaram 4,26 bilhões de reais em 2009, superaram as da Cyrela, que foram de 3,96 bilhões de reais.

Em termos de banco de terrenos, contudo, a nova maior empresa do setor imobiliário do país --criada a partir da aquisição anunciada na véspera-- permanecerá no segundo lugar.

Se considerados os bancos de terrenos de Agre e PDG, o potencial para lançamentos é da ordem de 29 bilhões de reais, enquanto a Cyrela contabiliza um land bank de 32 bilhões de reais.

De acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira pela consultoria Economática, considerando as empresas do setor de construção civil na América Latina e nos Estados Unidos, a Cyrela ocupa a primeira posição em valor de mercado, com 5,245 bilhões de dólares, conforme cotação de fechamento na segunda-feira.

A nova empresa criada por PDG e Agre, segundo a Economática, fica na segunda colocação, com 5,116 bilhões de dólares.

Já no ranking de vendas, a Cyrela ocupa a 5a colocação, enquanto PDG e Agre ficam na 12a.

Na segunda-feira, a PDG Realty anunciou um acordo de troca de ações para assumir o controle da Agre em uma transação avaliada em 2,43 bilhões de reais, criando a maior empresa do setor imobiliário do país.

Às 12h00, os papéis da PDG exibiam queda de 2,67 por cento, cotados a 16,01 reais, após registrarem alta de 2,8 por cento no início das negociações na Bovespa. As ações da Agre, por sua vez, tinham forte queda de 5,28 por cento. O Ibovespa cedia 3,36 por cento no mesmo horário.

(Por Vivian Pereira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host