UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 08h57

Lucro da Gol cai 62% no 1º trimestre

SÃO PAULO, 6 de maio (Reuters) - A companhia aérea Gol teve lucro líquido de R$ 23,9 milhões no primeiro trimestre, queda de 62% sobre o resultado de um ano antes, afetada pela piora em seu resultado financeiro.

Apesar disso, o lucro operacional da empresa saltou 82,1% sobre o primeiro trimestre de 2009, para R$ 191,4 milhões. Em comparação com os três últimos meses do ano passado, a alta foi de 60,6%.

"O primeiro trimestre deste ano apresentou recorde de tráfego desde o início das operações da companhia, além de crescimento gradual dos yields, em linha com suas perspectivas financeiras", informa a empresa em balanço.

Diante disso, a ocupação das aeronaves da empresa foi de 71,6% no mercado doméstico e de 73,4% no internacional, ante respectivos índices de 62,8% e 50,7% de um ano antes.

A demanda de passageiros da empresa no Brasil cresceu 38,4%, ante índice da indústria de 35%. No mercado internacional houve crescimento de 34,2%, sobre 12,8% da indústria.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e aluguel de aeronaves (Ebitdar, na sigla em inglês) somou R$ 405 milhões, crescimento de 12,7% sobre o primeiro trimestre de 2009. A margem, enquanto isso, teve leve recuo nessa comparação, passando de 23,7% para 23,4%.

Mas ante o final de 2009, a margem Ebitdar apresentou ganho de 5,5 pontos percentuais, diante de um ambiente de forte competividade de preços registrado pelo setor no fim do ano passado.

A Gol teve receita líquida de R$ 1,73 bilhão, expansão de 14% na comparação anual e de 6,9% sobre o quarto trimestre de 2009.

Enquanto isso, custos e despesas operacionais subiram 9%, para R$ 1,54 bilhão , sobre o primeiro trimestre de 2009.

O resultado financeiro, que pressionou o lucro líquido da companhia aérea, foi de despesa de R$ 133,7 milhões contra gasto de R$ 12,9 milhões um ano antes e de R$ 72,7 milhões no quarto trimestre.

Esse desempenho foi afetado por apreciação do dólar contra o real, que afetou dívidas em moeda estrangeira. A linha, que gerou gasto de R$ 59 milhões no primeiro trimestre, tinha apresentado ganho de R$ 86,1 milhões um ano antes.

A Gol encerrou o primeiro trimestre com caixa de R$ 1,496 bilhão, sobre R$ 394,6 milhões no início de 2009. Enquanto isso, a dívida líquida somou R$ 1,74 bilhão no trimestre passado sobre R$ 2,936 bilhões na comparação anual.

A empresa manteve suas projeções para o ano, de crescimento do mercado doméstico entre 12,5% e 18% e yields (indicador baseado no preço das passagens) entre R$ 19,50 e R$ 0,21.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host