UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/05/2010 - 13h53

Austeridade na zona do euro não atingirá crescimento, diz FMI

ZAGREB (Reuters) - Medidas de austeridade tomadas em países da zona do euro não devem ter um grande impacto negativo no crescimento da União Europeia, disse neste sábado uma autoridade do FMI (Fundo Monetário Internacional).

Os governos da Itália, Espanha e Portugal concordaram em cortar seus déficits públicos nesta semana, enquanto a zona do euro lida com as conseqüências da crise da dívida na Grécia. Alguns economistas disseram que as medidas podem diminuir a demanda e prejudicar a recuperação da UE.

"Não achamos que as medidas anunciadas recentemente por países como Espanha, Portugal e possivelmente alguns outros terão um impacto muito negativo na demanda", afirmou Marek Belka, diretor do departamento europeu do FMI.

"Se eles tiverem um impacto positivo no mercado, os sinais virão e as (as medidas) podem ter um impacto levemente positivo, se não neutro, nas perspectivas de crescimento," disse.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host