UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 12h01

Economistas veem melhora na recuperação dos EUA

WASHINGTON, (Reuters) - As perspectivas econômicas dos Estados Unidos estão melhorando, apesar de os problemas de dívida da Europa servirem como lembrete de que o país precisa controlar seu próprio deficit, disseram economistas em um relatório divulgado esta segunda-feira.

A Associação Nacional de Economia de Negócios (NABE, na sigla em inglês) disse que seu painel de previsões elevou sua projeção de crescimento em 2010 para 3,2%, de 3,1% estimados em fevereiro. Os economistas também esperam uma expansão de 3,2% em 2011, que pode marcar dois anos de crescimento acima da média.

"A economia está razoavelmente em forma enquanto a recuperação se aproxima do seu primeiro aniversário, mas os responsáveis pelas previsões continuam extremamente preocupados sobre grandes deficit federais no futuro", disse Lynn Reaser, presidente da Associação.

A pesquisa foi feita entre 27 de abril e 7 de maio, então não reflete os temores da semana passada sobre o contágio dos problemas de dívida da Grécia pela Europa e seus prejuízos à recuperação global.

Pouco mais da metade dos pesquisados pensavam que a Grécia evitará a moratória, apesar de alguma reestruturação de dívida ser necessária. Cerca de 12% esperavam moratória total nos próximos 12 meses, e 37% acreditavam que a moratória virá mais tarde.

As respostas foram reunidas antes do anúncio do pacote de resgate europeu de quase US$ 1 trilhão em 9 de maio.

Segundo a pesquisa, 30 por cento dos consultados preveem probabilidade de que a China possui uma bolha de ativos, apesar da variedade de opiniões.

Os economistas elevaram suas previsões para o gasto do consumidor norte-americano e reduziram a estimativa para taxa de poupança.

(Reportagem de Emily Kaiser)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host