UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 19h12

Exportação de celulose cai em abril por problemas no embarque

SÃO PAULO (Reuters) - Problemas de embarque nos portos brasileiros em abril fizeram com que as exportações de celulose no mês passado caíssem contra março e em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo informações divulgadas nesta segunda-feira pela Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), as exportações da commodity totalizaram 673 mil toneladas no mês passado, queda de 12,1 por cento ante abril de 2009 e de 24 por cento ante março deste ano. Toda a celulose exportada no mês passado foi de fibra curta.

De acordo com a Bracelpa, a queda brusca nas exportações é resultado de problemas no embarque. No ano até abril, entretanto, as vendas externas de celulose registram crescimento de 9,8 por cento ante os mesmos meses de 2009.

"Enquanto as exportações do Brasil para a China mantiveram tendência de crescimento, é importante ressaltar a retomada das compras pela Europa", disse a Bracelpa, em nota.

As exportações de celulose para a China em dólares subiram 18,4 por cento no primeiro quadrimestre ante o mesmo período do ano passado, chegando a 393 milhões de dólares. Na Europa, a expansão foi de 57,7 por cento, para 645 milhões de dólares.

A produção total de celulose no Brasil subiu 2,3 por cento em abril contra o mesmo período do ano passado, para 1,071 milhão de toneladas, mas recuou 13,1 por cento contra março.

No acumulado do ano, a produção de celulose chegou a 4,615 milhões de toneladas, crescimento de 11,3 por cento ante o primeiro quadrimestre de 2009.

Já as vendas de celulose no mercado doméstico em abril avançaram 12 por cento na comparação anual, para 121 mil toneladas. Em relação ao mês de março, contudo, houve queda de 7,6 por cento.

PAPEL

De acordo com a Bracelpa, a produção brasileira de papel foi de 836 mil toneladas em abril, alta de 11,2 por cento ante abril de 2009 e de 0,8 por cento em relação a março de 2010. De janeiro a abril, a alta acumulada é de 8,8 por cento, para 3,248 milhões de toneladas.

As vendas de papel no mercado interno somaram 435 mil toneladas em abril, praticamente estáveis contra o mês anterior e avanço de 12,8 por cento frente a abril de 2009. Nos quatro meses até abril, as vendas foram de 1,665 milhão de toneladas, contra 1,499 milhão de toneladas um ano antes.

"Os resultados positivos indicam que o mercado interno, principal destino da produção de papel brasileira, continua refletindo o crescimento do consumo no país", segundo a Bracelpa.

(Por Carolina Marcondes)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host